Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

Cinco filmes de esperança para ver com a família em tempos de ansiedade

O cinema é espaço de encontro e partilha, também em casa. Propomos cinco filmes para abraçar estes dias com outro olhar, a partir de uma contranarrativa do medo que inspire esperança em vez da ansiedade, a confiança no amanhã apesar destes dias difíceis.

 

A família Bélier

Pequena grande comédia realizada em 2014 pelo francês Éric Lartigau. Os Bélier são o pai Rodolphe, na mãe Gigi, a jovem Paula e no pré-adolescente Quentin. Trata-se de uma família unida, empenhada na atividade de uma quinta, e com um estilo de vida simples e despreocupado. Todos são surdos, exceto Paula, que representa a ligação do agregado à comunidade e ao território. Tudo vai bem até que a jovem começa a cultivar, ocultamente, o sonho de ir para Paris, a fim de estudar canto e música. A narrativa da deficiência é gerida com grande delicadeza e saudável humorismo. O filme é o retrato de uma família comum, em plena fermentação para o tempo da adolescência da filha maior. É uma narrativa atual, viva mas cortês, capaz de baralhar preconceitos de maneira inteligente. Por isso, apropria-se para ser debatido em família.










O estagiário

Nancy Meyers é a rainha da comédia de Hollywood das últimas duas décadas, a par de Nora Ephron. “O estagiário”, de 2015, é uma agradável comédia com Robert De Niro e Anne Hathaway. É a história de um reformado, Bem, que à entrada dos setenta quer voltar ao mundo do trabalho, e envia um currículo a uma sociedade de vendas pela internet dirigida pela ambiciosa Jules. Com humor, a cineasta reflete sobre a diferença entre gerações nas dinâmicas laborais e no uso das redes sociais. O filme destaca a importância da inclusão e da partilha, mas também a urgência de voltar às conversas tradicionais para além da internet. Igualmente propício para o debate.










Acerta o passo

Realizada por Richard Loncraine, esta comédia acompanha Sandra, 60 anos, que larga a sua vida confortável ao ser acolhida pela irmã Bif. É a narrativa de um resgate, de uma reapropriação da existência, apesar dos inevitáveis tropeços. Um convite para procurar novos caminhos a percorrer, até que as pernas aguentem e o espírito seja capaz de voar. “Acerta o passo” move-se num argumento fluido e sem muitas pretensões, com o típico cuidado formal inglês. Pode suscitar debate.










Belle e Sebastian

Neste filme de 2013, Nicolas Vanier propõe a amizade entre uma criança órfã e um cão pastor dos Pirenéus, no cenário da segunda guerra mundial. De andamento simples mas envolvente, é uma película que se joga no valor da amizade e na beleza da natureza e da criação, além da contraposição bem-mal. Trata-se de um filme que comove e encanta pela sua poética.










Jesus de Nazaré

A obra realizada por Franco Zeffirelli em 1977, quer na forma de episódios, quer em formato cinematográfico, representa um ponto de viragem importante na narrativa de Jesus no ecrã. Nos anos 60-70, quando o cinema europeu empreende um “outro” olhar, privado de embelezamentos, sobre a figura de Jesus – como “O Evangelho segundo Mateus, de Pier Paolo Pasolini (1964) – em relação aos imponentes mas vácuos colossos hollywoodescos à maneira de Cecil B. DeMille, Zeffirelli consegue encurtar as distâncias entre pequeno e grande ecrã. Com o seu projeto, narra o nascimento, paixão e morte de Cristo, fundindo linguagem audiovisual com arte pictórica (com referências a Caravaggio e Rembrandt), e elegante encenação teatral. Zeffireelli assina uma obra refinada, fiel à tradição e à iconografia popular. Entre os intérpretes incluem-se Robert Powell, Olivia Hussey, Laurence Olivier, Valentina Cortese, Anne Bancroft, Oeter Ustinov e Claudia Cardinale. A (re)descobrir.









 

Ufficio Nazionale per le Comunicazioni Sociali (Conferência Episcopal Italiana)
Trad.: Rui Jorge Martins
Imagem: New Africa/Bigstock.com
Publicado em 19.03.2020 | Atualizado em 26.03.2020

 

 
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Mais Cultura
Vídeos