Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

Ator Tony Ramos interpretou poema-oração do cardeal Tolentino Mendonça

Debaixo de um amável céu azul, junto à estátua do Cristo Redentor, na “Cidade Maravilhosa”, o arcebispo do Rio de Janeiro, cardeal Orani Tempesta, presidiu hoje à missa “Para cada vida”, na qual foi difundido o vídeo com um poema-oração do cardeal José Tolentino Mendonça.

O objetivo do vídeo é levar «confiança e esperança» a um tempo «tão sofrido», mas que possibilita muitas aprendizagens, explicou o arcebispo.

Apresentamos o excerto da celebração em que o cardeal Tempesta apresenta o vídeo produzido para a sua arquidiocese, e a prece a Deus para que livre a humanidade da pandemia, e de «todos os outros que se escondem dentro dele», tal como foi lido pelo ator brasileiro Tony Ramos.

«Senhor,
livra-nos, Senhor, deste vírus,
mas também de todos os outros que se escondem dentro dele.

Livra-nos do vírus do pânico disseminado,
sim, porque em vez de construir sabedoria,
ele nos atira, desamparados, para o labirinto da angústia.

Livra-nos do vírus do desânimo
que nos retira a fortaleza de alma
com que melhor se enfrentam as horas difíceis.

Livra-nos, Senhor,
por favor, livra-nos do vírus do pessimismo,
pois não nos deixa ver que,
se nós não pudermos abrir a porta,
nós temos ainda possibilidade de abrir janelas.

Livra-nos do vírus do isolamento interior que desagrega,
pois o mundo continua a ser uma comunidade viva, Senhor.

Livra-nos do vírus do individualismo que faz crescer as muralhas,
mas explode em nosso redor todas as pontes.

Livra-nos,
ó Senhor, livra-nos do vírus da comunicação vazia que vem em doses massivas,
pois essa comunicação vazia se sobrepõe à verdade das palavras
que nos chegam do silêncio, do silêncio.

Livra-nos,
livra-nos, Senhor, do vírus da impotência,
pois uma das coisas mais urgentes a aprender,
ó meu Senhor,
nós temos que aprender urgentemente
o poder da nossa vulnerabilidade.

Livra-nos, Senhor,
por favor, livra-nos do vírus das noites sem fim,
pois Tu não deixas de recordar que Tu mesmo ,
ó Senhor, nosso Deus,
Tu mesmo nos colocaste como sentinelas da aurora.»








 

Texto: Card. José Tolentino de Mendonça
Vídeo: Arquidiocese do Rio de Janeiro
Imagem: Cristo Redentor | Rio de Janeiro, Brasil
Publicado em 09.08.2020

 

 
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Mais Cultura
Vídeos