Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

Poema do cardeal Tolentino vai ser lido aos pés do Cristo Redentor por Tony Ramos

Um poema do cardeal e poeta D. José Tolentino Mendonça vai ser lido este domingo através de um vídeo inédito a ser exibido após as duas missas que o arcebispo do Rio de Janeiro, D. Orani João Tempesta vai presidir aos pés da estátua do Cristo Redentor, um dos ícones da “Cidade Maravilhosa”.

O poema, recitado pelo ator brasileiro Tony Ramos, conhecido do público português pela participação em inúmeras telenovelas, será apresentado no contexto das Eucaristias em ação de graças pelo Dia dos Pais, que no Brasil se assinala a 9 de agosto, revela a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil.

As celebrações, sob o tema “Para cada vida”, vão homenagear as vítimas e as famílias que perderam pais e entes queridos na pandemia, que já levou mais de 716 mil vidas em todo o mundo, sendo aproximadamente 98 mil mortes no Brasil», assinala a mesma fonte.

D. Orani Tempesta sublinhou que «o Cristo Redentor, mais uma vez, abre os braços ao mundo para lembrar todas as vítimas e famílias que perderam os seus entes queridos em decorrência da pandemia», e acrescentou: «Também, neste segundo domingo de agosto, que é dedicado aos pais, rezemos pedindo a Deus que abençoe a todos».

Por seu lado, Tony Ramos frisou: «O mundo só pode ficar melhor se nos respeitarmos. Uma frase antiga de um pensador inglês diz: ‘Cuidado: ódio gera doenças graves, tenhamos amor dentro de nós’. Sonhemos com um mundo melhor, é possível e, agora, depende de nós».

A primeira missa, marcada para as 6h30 (hora local) será transmitida pela TV Globo, e a segunda, às 11h00, terá difusão por televisões de inspiração católica e redes sociais. As celebrações seguem-se à Eucaristia que no Cristo Redentor evocou, a 1 de julho, as vítimas do coronavírus.

Inaugurada há 88 anos (12 de outubro de 1931), e considerada, em 2007, uma das “sete maravilhas do mundo moderno”, através de uma votação realizada na internet, a estátua do Cristo Redentor, em pedra-sabão, foi desenhada pelo artista plástico Carlos Oswald, esculpida por Paul Landowski, e erguida segundo projeto do engenheiro Heitor da Silva Costa.

Esta quinta-feira a imagem foi iluminada com as cores da bandeira do Líbano, evocando as vítimas das explosões ocorridas em Beirute.


 

Rui Jorge Martins
Fonte: CNBB
Imagem: Cristo Redentor | Rio de Janeiro, Brasil | D.R.
Publicado em 08.08.2020 | Atualizado em 09.08.2020

 

 
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Mais Cultura
Vídeos