Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

Papa recomenda livro para exercícios espirituais da Quaresma a cardeais e bispos

«Querido Irmão, este ano teremos a graça de poder contar com um Pregador de Exercícios. A situação atual impede o ajuntamento de pessoas e por isso não poderemos ir juntos à Casa de Exercícios. Cada um de nós tomará esses dias para fazer os Exercícios Espirituais onde lhe for mais conveniente.»

Começa com estas palavras a nota que o papa dirigiu, com data de 8 de fevereiro, aos cardeais e bispos da cúria do Vaticano, que, por estes dias, teriam iniciado um retiro de oração, juntamente com Francisco, para marcar o itinerário da Quaresma, que começou ontem, Quarta-feira de Cinzas.

«Também eu me unirei a todos fazendo os Exercícios aqui [Vaticano]. Para exprimir esta união pensei fazer chegar a cada um este livro: “Abbi a cuore il Signore” (Tende o Senhor no coração). Estou seguro de que ajudará todos nós na vida espiritual. Unidos na oração uns pelos outros. Fraternalmente. Francisco», conclui a breve missiva.

Depois de ter sido eleito papa, Francisco introduziu, em 2014, a novidade de realizar os exercícios espirituais da Quaresma para si e para a cúria fora do Vaticano, para favorecer o recolhimento e a oração à distância do lugar diário de trabalho. Para esse efeito, escolheu a casa do Divino Mestre, em Ariccia, a cerca de uma hora do Vaticano, à qual não se pôde dirigir em 2020, devido a um resfriado.

Este ano, a pandemia impôs outra mudança, e por isso o papa convidou cardeais residentes em Roma, diretores de dicastérios e superiores da cúria a retirarem-se oração, desde a tarde do próximo domingo até à sexta-feira seguinte, 26 de fevereiro. Nessa semana, serão suspensos todos os compromissos de Francisco, incluindo a audiência geral de quarta-feira.

O autor do livro sugerido pelo papa, publicado pela editora San Paolo (320 páginas, 25 €), é um monge cisterciense anónimo, conhecido como “Mestre de S. Bártolo”. No texto, com tons de um verdadeiro mestre espiritual, convida um hipotético discípulo ao seguimento, com uma série de notas espirituais, que evocam o formidável clássico “A imitação de Cristo”.

O texto deve-se à redescoberta e restauro de um manuscrito do século XVII de origens misteriosas, sendo composto por várias exortações, talvez endereçadas a destinatários diversos (dada a amplitude dos temas), e por alguns textos mais longos, desenvolvidos como pregações ou notas para a pregação. O volume tem como denominador comum uma linguagem esmerada e limpa, que revela um conteúdo atualíssimo.


 

Antonio Sanfrancesco
In Famiglia Cristiana
Trad./edição: Rui Jorge Martins
Imagem: Papa Francisco | D.R.
Publicado em 18.02.2021

 

 

 
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Mais Cultura
Vídeos