Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

Papa pede Natal «mais puro, autêntico e verdadeiro», com «menos consumismo»

O papa afirmou hoje que as medidas para contenção da pandemia vão causar «restrições e inconvenientes», mas os cristãos, em vez de se deixarem abater por eles, devem, antes, pensar «no Natal da Virgem Maria e de S. José», que não foi de «rosas e flores».

«Gostaria de exortar todos a “apressar o passo” para o Natal, o verdadeiro, isto é, o nascimento de Jesus», afirmou Francisco, na saudação aos peregrinos de língua italiana, após a catequese da audiência geral, no Vaticano.

«Quantas dificuldades tiveram [Maria e S. José]. Quantas preocupações. No entanto, a esperança e o amor guiaram-nos e sustentaram. Que seja assim também para nós. Que estas dificuldades nos ajudem a purificar o Natal, [tornando-o] mais puro, autêntico e verdadeiro. Menos consumismo», assinalou.

A «graça» dos últimos dias do Advento, em que já se vislumbra o nascimento de Jesus, seja motivo de esperança: «Que se torne, para vós idosos, consolação; para vós, jovens, fortaleza; para vós, doentes, conforto; e para vós, recém-casados, confiança na divina Providência», concluiu Francisco.

«Rezo para que a luz de Cristo ilumine os passos do nosso caminho de Advento e dissipe as trevas do medo dos nossos corações», pediu, ao dirigir-se aos peregrinos anglófonos.


 

Rui Jorge Martins
Fonte: Sala de Imprensa da Santa Sé
Imagem: egubisch/Bigstock.com
Publicado em 16.12.2020

 

 
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Mais Cultura
Vídeos