Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

Leitura: “Do lado de cá da meia-noite. Atravessar a crise”

A Bíblia em diálogo «com o pensamento e a cultura» é um dos fios condutores do novo livro “Do lado de cá da meia-noite. Atravessar a crise”, assinado por D. António Couto e recentemente publicado pela Paulus Editora.

O bispo de Lamego reúne seis ensaios «para ajudar a viver com esperança, e com esperança superar a crise pandémica» que «aperta o peito e a garganta», cortando a «alegria e a respiração». «Crise pandémica e crise de alma», assinala.

«Urge que a notícia de um Deus e Pai sensibilíssimo, que amorosamente vem ao encontro dos seus filhos para nos retirar do «confinamento» e nos fazer subir para uma terra “boa e espaçosa”, linguagem que a Bíblia conhece e regista desde há muito tempo, irrigue a terra dura da nossa humanidade e derrube as portas blindadas da autossuficiência do nosso orgulhoso “eu”, enclausurado dentro das paredes dos seus determinismos cegos: eu penso, eu decido, eu quero, eu posso, eu compro, eu, eu, eu…», considera o biblista.

O volume abre com «a figura de Jeremias, o profeta que arranca da lama uma flor de amendoeira, e que, no meio das gritantes dificuldades que lhe foi dado ver e viver, se atreve a dizer, não obstante ser ainda escuro, que a meia-noite já passou» e já se adivinha «a aurora».

Os dramas causados pelo Covid-19 não vêm na Bíblia, mas o tecido humano que a constitui é fundamentalmente o mesmo do mundo de hoje: «Não se trata da esperança fácil, que o comércio político-religioso vende em saldo, e que Jeremias denuncia, mas de uma esperança arrancada da dor e do sofrimento».

«O segundo ensaio é a surpresa e a novidade, não de uma ideia, mas de um rosto, em que o “bom-dia” precede sempre o cogito: “A falta que um rosto faz” O terceiro ensaio é um banho nas águas fundamentais da “Fé, amor e esperança”, temáticas antigas e sempre renovadas»; explica o autor.

Os dois textos seguintes inspiram-se em «situações bíblicas significativas» que podem converter-se em «oportunas lições: “O Êxodo: Deus na crise do povo”, e “A fé em tempos de crise: aprender com a Bíblia”».

«Não podíamos, neste contexto, deixar de fora um ensaio que ponha diante de nós a força da Ressurreição de Jesus Cristo: “Leitura meditada das narrativas da Ressurreição”», que conclui o que pode ser evocado como um itinerário de passagem da desesperança à luz.

D. António Couto conclui o prefácio com uma proposta: «Faz-nos bem rezar com o Salmista: “Do ‘confinamento’ (mîn-hammetsar) invoquei o Senhor, e o Senhor respondeu-me e conduziu-me para um lugar espaçoso (bammerhab)” (Salmo 118,5), onde se pode viver e respirar».


 

Rui Jorge Martins
Imagem: Capa | D.R.
Publicado em 04.03.2021

 

Título: "Do lado de cá da meia-noite. Atravessar a crise"
Autor: D. António Couto
Editora: Paulus
Páginas: 152
Preço: 9,00 €
ISBN: 978-972-30-2192-9

 

 
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Mais Cultura
Vídeos