Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

A catedral verde

A diocese de Ourense, a cerca de uma hora da fronteira norte de Portugal, é pioneira, entre as espanholas, no decidido compromisso pelas energias renováveis, assumindo o desafio que o papa Francisco lança às pessoas individuais e às comunidades na encíclica “Laudato si’”, na qual convida todos a cuidar da nossa «casa comum» através de ações concretas e opções que manifestem a vontade de enveredar por outro estilo de vida, mais ecológico.

«Com a sociedade SolGaleo de Ourense concluímos um acordo válido para várias instituições da diocese de Ourense, de maneira a que a energia utilizada na atividade da Igreja local seja energia verde, ou seja, obtida completamente de fontes renováveis?, explica o delegado para a economia da diocese, P. Raúl Alfonso. O objetivo é que a diocese utilize energia «que seja o mais possível ética na sua produção».

Este acordo já permitiu o fornecimento – da energia convencional para a energia verde – em 50 edifícios e centros que dependem da diocese, entre os quais o episcopado, a catedral, a casa sacerdotal, a casa de retiros, o centro de conservação e restauro, bem como diversas casas paroquiais e paróquias. O fim último é «alcançar todas as paróquias da diocese, desejando que os párocos o considerem oportuno e que coincida com a sua maneira de administrar a sua realidade, mas sempre tendo em conta os critérios éticos que nos motivam a agir desta maneira», explica o responsável.

O acordo prevê a ponderação de projetos que permitam à diocese geral autonomamente a maior parte das necessidades de energia, inclusive nos edifícios mais representativos, desde que possível, nomeadamente através da instalação de painéis solares.



Uma das vantagens da tecnologia solar é poder aumentar a potência de acordo com as exigências do cliente, podendo instalar-se progressivamente, como um puzzle, e a manutenção é simples: monitorização diária remota, serviço de prevenção anual para limpeza dos painéis, e pouco mais. E a haver reparações, são «extremamente simples»



O P. Raúl sublinha que na Igreja a dimensão económica está «vinculada ao âmbito moral»: «É muito importante recordar a necessidade do cuidado da casa comum quando se tomam decisões de tipo económico e administrativo, no compromisso de não causar dano nem à economia da Igreja nem à da diocese».

«Esta iniciativa representa, seguramente, também um gesto “social” na ótica da Igreja de cuidar da casa comum, nesta época em que a mudança climática com todas as suas consequências é fonte de graves preocupações; queremos deixar este mundo não só como está, mas possivelmente também um pouco melhor para aqueles que vierem depois de nós. A questão é hoje verdadeiramente urgente», aponta o sacerdote.

O dispêndio maior ou menor no investimento em energias renováveis e os tempos de amortização da despesa dependem dos hábitos de consumo do cliente. Atualmente, o investimento mais vantajoso é uma instalação “sem baterias”. O custo é amortizado mais rapidamente quando se faz coincidir os períodos de consumo com os da geração de energia. Por exemplo: se um cliente consome energia sobretudo em determinadas horas do dia, no período de verão ou de maio a setembro, a sua instalação paga-se muito mais depressa do que a de um cliente que consome no inverno, quando a eficiência do painel solar é muito mais baixa.

A instalação dos painéis solares é extremamente rápida e segura, refere o responsável pela sociedade SolGaleo, acrescentando que uma das vantagens da tecnologia solar é poder aumentar a potência de acordo com as exigências do cliente, podendo instalar-se progressivamente, como um puzzle, e a manutenção é simples: monitorização diária remota, serviço de prevenção anual para limpeza dos painéis, e pouco mais. E a haver reparações, são «extremamente simples».


 

Mireia Bonilla
In L'Osservatore Romano
Trad.: Rui Jorge Martins
Imagem: Catedral de Ourense, Espanha | DoloresGiraldez/Bigstock.com
Publicado em 02.03.2021

 

 
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Mais Cultura
Vídeos