Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

Semana Santa de Braga leva exposição à Assembleia da República e lança livro de «referência»

A exposição “A cor da fé”, pintura e instalação artística de Adriana Henriques, concebida no âmbito da Semana Santa de Braga de 2020, vai estar patente na Sala de Eventos da Assembleia da República, em Lisboa, de 20 de março a 16 de abril.

A mostra integra a programação cultural anunciada pela Comissão da Quaresma e Solenidades da Semana Santa de Braga, composta por mais de três dezenas de iniciativas, que incluem novas decorações nas ruas do centro histórico da cidade, e o lançamento de um livro.

Com textos de Rui Ferreira e fotografia de Hugo Delgado, a obra bilingue “A Semana Santa de Braga” (c. 200 páginas, ed. Afrontamento) narra a história, acontecimentos e protagonistas das celebrações religiosas, e tornar-se-á, «por mérito próprio, na sua obra de referência», declarou o presidente da Comissão, Cón. Avelino Marques Amorim.

O «visual renovado» das ruas, motivada pela degradação de «um número significativo» de elementos decorativos, é «inspirado na arte barroca», escolhida «pela sua beleza e nobreza», que também caracterizam as celebrações e o programa cultural «que as preparam», sublinhou o responsável na conferência de imprensa de apresentação da Semana Santa de 2020, realizada a 4 de fevereiro.



«Dando cumprimento à Quaresma, especial tempo de preparação para a Páscoa que a Igreja propõe aos cristãos, é proposto um conjunto de ações, de natureza eminentemente cultural ou vinculadas às práticas devocionais deste tempo, que complementa e antecipa a Semana Maior»



O texto de enquadramento dos eventos religiosos e culturais da Semana Santa salienta que «não são apenas as seculares procissões dos Passos (1597) e do Senhor Ecce Homo (1513), completadas nas últimas décadas pela Procissão do Enterro do Senhor (1933) e pela renovada Procissão da Burrinha (1998), que perfazem a imponência da quadra. As ruas vestem-se de roxo e perfumam-se de incenso, tal como os principais templos que continuam a centralizar o exercício de práticas seculares».

A «vigorosa tradição cristã que os tempos entronizaram na comunidade bracarense» traduz-se, através das «suas representações mais relevantes», nas «procissões, autênticas recriações do cerimonioso público cristão, com uma capacidade mobilizadora assinalável e cuja essência ultrapassa claramente os limites da crença devocional e se situa hodiernamente em um patamar turístico-cultural».

«Dando cumprimento à Quaresma, especial tempo de preparação para a Páscoa que a Igreja propõe aos cristãos, é proposto um conjunto de ações, de natureza eminentemente cultural ou vinculadas às práticas devocionais deste tempo, que complementa e antecipa a Semana Maior», assinala a nota.

A organização reitera que «os atos eminentemente culturais afirmam-se como um suplemento de enorme valia para uma vivência mais plena» da Semana Santa, pelo que «é imperativo disponibilizar oportunidades para a investigação, criação artística e fruição de âmbito cultural».



Uma das novidades do programa deste ano é a iniciativa “Desvendar a Semana Santa a brincar”, que pretende «desvendar às crianças e jovens alguma da riqueza das celebrações, procissões e do património associado à Semana Santa de Braga»



Por isso, «conferências, exposições, concertos, concursos e encenações, entre outras ações, detêm um lugar de enorme relevância na programação, promovendo assim uma presença mais evidente em todos os setores da sociedade».

Como nos anos anteriores, o ciclo de conferências “Nova Ágora" integra-se no programa de cultura, com três sessões: “A agonia do planeta: exigência duma conversão ecológica” (13 de março), “Medicina e saúde, à luz da genética” (20 de março) e “Precariado: novas explorações laborais” (27 de março). As sessões decorrem sempre às 21h00, no auditório Vita.

Uma das novidades do programa deste ano é a iniciativa “Desvendar a Semana Santa a brincar”, que pretende «desvendar às crianças e jovens alguma da riqueza das celebrações, procissões e do património associado à Semana Santa de Braga», através de um desdobrável com propostas de atividades.

O programa religioso e cultural da Semana Santa de Braga 2020 pode ser consultado e descarregado na brochura digital a seguir disponibilizada.

A Quaresma, tempo de preparação para a Páscoa, começa na Quarta-feira de Cinzas (este ano a 26 de fevereiro) e termina na tarde de Quinta-feira Santa (9 de abril), dando lugar ao Tríduo Pascal, que se prolonga até ao Domingo de Páscoa (12 de abril). A Semana Santa começa no Domingo de Ramos (5 de abril).





 

Rui Jorge Martins
Com PressMinho
Imagem: D.R.
Publicado em 07.02.2020

 

 

 
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Mais Cultura
Vídeos