Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

Na semana de Santo António, conhecer o padroeiro de Lisboa e Portugal na arte e cultura

O Núcleo de Santo António do Museu de Lisboa intensifica as atividades relacionadas com o padroeiro principal da capital e secundário de Lisboa, evocado liturgicamente no próximo sábado, propondo um conjunto de atividades relacionadas com a arte e a cultura, espiritualmente fundadas.

Esta terça-feira, pelas 19h00, decorre a palestra, no Facebook do Museu, “Devoção e festa de Santo António em Portugal e no Brasil”, com Maria Adelina Amorim.

No dia seguinte, feriado nacional, é proposto o percurso “Alfacinhas do século XII. Muçulmanos, Judeus e Cristãos”, que incide nos locais, ao tempo em que Santo António viveu, onde os diversos núcleos religiosos tinham uma presença mais acentuada.

O roteiro, que começa às 11h30 e 14h30, com a duração de 90 minutos, parte do Museu de Lisboa – Santo António, e passa pela colina do Castelo, Mouraria e antiga Judiaria.

Na quinta-feira, feriado em que se celebra o Corpo de Deus, a cantora e compositora Carminho lê, pela internet, o “Milagre de Santo António”, às 11h30.

No dia 12, às 16h30, o Núcleo de Santo António disponibiliza, para público de todo o mundo, a ligação para uma exposição virtual composta por peças exibidas por colecionadores antonianos, com «peças de arte sacra erudita ou de cariz mais popular, do objeto raro ao múltiplo, das pagelas às orações devocionais».

«E porque Santo António é presença obrigatória no artesanato de norte a sul do país, esta exposição é também uma extraordinária viagem pela originalidade e pela criatividade ingénua da arte popular portuguesa», destaca o Museu.

Na mesma data, às 17h30, nova proposta de visita guiada – “O arraial sem arraial – percurso por Alfama dos Santos Populares”, que durante uma hora, a partir do Núcleo de Santo António (situado junto à igreja com o mesmo nome), revela origens e curiosidades sobre as festas populares.

No próprio "dia do santo", às 21h15, decorre nova sessão do ciclo "Diálogos com António 2020", videoconferência com transmissão em direto nas redes sociais e projeção ao vivo no adro da Iireja de Santo António dos Olivais, em Coimbra. "Santo António: o monge, o frade, o santo" é o tema da conversa que reúne Fr. Fabrizio, Fr. Luciano Bertazzo, Fr. Jorge Marques e Pedro Teotónio Pereira.

“As igrejas da procissão de Santo António” é a proposta do Museu de Lisboa, marcada para domingo, às 11h30 e 14h30, que ao longo de 90 minutos dá a conhecer a história e as alterações dos templos católicos evocativos do doutor da Igreja nascido em Lisboa.

Até 30 de novembro continua patente, no Núcleo de Santo António, a exposição “A procissão de Santo António em Lisboa”, celebrada a 13 de junho desde o século XVIII, composta por um cortejo com mais de 300 peças da autoria dos Irmãos Baraça, «conceituada família associada ao figurado de Barcelos».

E porque esta é a semana da solenidade do Santíssimo Corpo e Sangue de Cristo, recordamos que até 30 de setembro é possível admirar, na igreja da Graça, a mostra “Corpus Christi. A Procissão do Corpo de Deus por Diamantino Tojal”, empresário que entre 1944 e 1948 concebeu 1587 miniaturas, em barro não cozido, que retratam o cortejo como seria no século XVIII. 


 

Rui Jorge Martins
Imagem: Igreja e Núcleo de Santo António do Museu de Lisboa | Belikart/Bigstock.com
Publicado em 08.06.2020

 

 

 
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Mais Cultura
Vídeos