Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

Jornada de Teologia Prática debate «as intrigantes linguagens da fé» com atriz Maria do Céu Guerra e escritora Alice Vieira

Imagem Imagem: D.R.

Jornada de Teologia Prática debate «as intrigantes linguagens da fé» com atriz Maria do Céu Guerra e escritora Alice Vieira

A atriz Maria do Céu Guerra e a escritora Alice Vieira são alguns dos intervenientes na 5.ª Jornada de Teologia Prática, que a 14 de novembro debate em Lisboa o tema “As intrigantes linguagens da fé”.

«A Bíblia é um livro de muitos livros, e cada um deles feito de muitas frases, e em cada uma destas frases, muitas estrelas, oliveiras, fontes, campos de trigo, peixes, a brisa matinal, o negro das tempestades […], um dilúvio de tinta e vento. Um livro impossível de segurar, entre duas mãos calmas, para uma leitura sábia, distante. Logo voará, espalhando entre os dedos a areia das suas frases», excerto de Christian Bobin que enquadra a iniciativa organizada pela Faculdade de Teologia.

O programa inicia-se às 10h00 com a introdução ao encontro, pelo diretor da Faculdade de Teologia, João Lourenço, e pelo vice-reitor da Universidade Católica, José Tolentino Mendonça, que também preside ao Centro de Estudos de Religiões e Culturas, da mesma instituição, e é um dos coordenadores da iniciativa.

Pelas 10h10 a atriz Maria do Céu Guerra apresenta “O Cântico dos Cânticos, versão de Fiama Hasse Pais Brandão”.

“A pele do crer: para uma fé sensível” é o tema do painel que a partir das 10h40 junta os teólogos Luísa Almendra, docente da Faculdade de Teologia, e José Frazão Correia, superior provincial da Companhia de Jesus, com moderação de Henrique Sousa Antunes.

Nélio Pita (paróquia de S. Tomás de Aquino, Lisboa), Marcelino Paulo Ferreira (arciprestado de Braga) e Teresa Vasconcelos (Movimento Graal) falam a partir das 11h55 sobre “As linguagens e os seus ‘lugares’: a homilia, o blogue, o quotidiano”, numa mesa redonda moderada por Hugo Chelo.

“As viagens da parábola”, com Marco Daniel (Museu do Santuário de Fátima) e José Tolentino Mendonça, e moderação de Inês Bolinhas, constitui o título do painel que se inicia às 14h30.

Uma hora depois o tema é “As artes de narrar a Bíblia”, com intervenções de Alfredo Teixeira, diretor do Instituto Universitário de Ciências Religiosas, entidade responsável pela jornada, e a escritora Alice Vieira, com moderação de José Adelino Afonso.

Pelas 16h45, José Lourenço, José Nunes (Faculdade de Teologia) e o jornalista Francisco Sarsfield Cabral, distinguido com o Prémio Árvore da Vida – Padre Manuel Antunes”, atribuído pelo Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura, falam de “Gesto e profecia”, num painel moderado por Alfredo Teixeira.

A iniciativa, que decorre na Universidade Católica (edifício da Biblioteca, auditório Cardeal Medeiros), deverá terminar pelas 18h00, segundo o programa.

O preço da inscrição é de 20 euros, com desconto de 50% para alunos extraordinários, ouvintes, alunos de cursos livres, cursos à distância da Faculdade de Teologia, alunos e docentes de outras instituições universitárias, e entrada gratuita para estudantes do 1º, 2º e 3º ciclos dos cursos da Faculdade, docentes e funcionários da Universidade Católica.

 

Rui Jorge Martins
Publicado em 30.10.2014

 

 

 
Imagem Imagem: D.R.
A Bíblia é um livro de muitos livros, e cada um deles feito de muitas frases, e em cada uma destas frases, muitas estrelas, oliveiras, fontes, campos de trigo, peixes, a brisa matinal, o negro das tempestades […], um dilúvio de tinta e vento. Um livro impossível de segurar, entre duas mãos calmas, para uma leitura sábia, distante. Logo voará, espalhando entre os dedos a areia das suas frases
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Evangelho
Vídeos