Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

Faculdade de Teologia encerra 50.º aniversário com debates sobre a relação com o espaço público

“Teologia e espaço público: nos 50 anos da Faculdade de Teologia” é o tema do simpósio com que a instituição da Universidade Católica Portuguesa (UCP) vai encerrar as comemorações do meio século de existência.

A iniciativa, que decorre a 5 e 6 de novembro, no centro regional do Porto, pretende «refletir sobre o lugar da Teologia como discurso voltado para fora de si: por conseguinte, voltado para o conjunto da Igreja e também para a sociedade em geral», refere uma circular a que o Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura teve acesso.

O tema do encontro insere-se «na linha daquilo que é uma grande preocupação da Teologia, enquanto ramo do saber, no mundo de hoje», tornando-se «ainda mais pertinente» pelo facto de a instituição «ser a única desse ramo que existe em Portugal», considera o P. Domingos Terra, que assina o texto.

O programa inclui quatro conferências, proferidas por oradores estrangeiros. O reitor da Universidade Pontifícia Comillas (Madrid), Julio Luis Martínez Martínez, fala, no dia 5, às 11h30, sobre “A pertinência pública do discurso teológico hoje”.

Maria Clara Bingemer, da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro disserta, pelas 14h30, acerca das “Tendências teológicas na América Latina”, enquanto que Lieven Boeve, da Universidade Católica de Lovaina, aprofunda o tema “A teologia no mundo universitário” (dia 6, 9h30).



No simpósio vai ser apresentado o álbum evocativo dos 50 anos da Faculdade de Teologia, redigido pelo jornalista António Marujo e com fotografias de António Pedro Ferreira



Na última conferência, marcada para as 15h00, o presidente do Instituto João Paulo II (Roma), Pierangelo Sequeri, apresenta a conferência “O impacto da cultura (pós)secular na transformação do discurso teológico”.

O simpósio compreende dois painéis, «com a presença de figuras das Faculdades de Teologia e de Filosofia da UCP», centrados nos temas “A pluralidade das teologias” e “Caminhos de interdisciplinaridade”.

No primeiro, agendado para dia 5, às 16h30, intervêm Adelino Ascenso (“Teologias em contexto asiático”), José Nunes (“Teologias em contexto africano”) e Alexandre Palma (“Teologias em contexto europeu”).

“Teologia e as artes” (Teresa Bartolomei), “Teologia e as ciências” (Álvaro Balsas) e “As áreas teológicas: diversidade e articulação” (Borges de Pinho) são os temas e oradores do segundo painel, anunciado para as 11h30 do dia 6.



O cruzamento da teologia com outras áreas do humano estará também em evidência na abertura do ano académico de 2019/20, com a exibição do documentário “Um milagre todos os dias”



Nesse dia, às 14h30, é apresentado o álbum evocativo dos 50 anos da Faculdade de Teologia, redigido pelo jornalista António Marujo e com fotografias de António Pedro Ferreira.

Na sessão de encerramento (16h30) usam da palavra o bispo do Porto, D. Manuel Linda, e a diretora da Faculdade, Ana Jorge.

O cruzamento da teologia com outras áreas do humano, nomeadamente o cinema e a atenção aos desfavorecidos, estará também em evidência na abertura do ano académico de 2019/20, com a exibição do documentário “Um milagre todos os dias”, de Henrique Manuel Pereira e produção da Escola das Artes da Católica.

O filme, estreado em 2018, destaca a vida do Lar das Irmãzinhas dos Pobres, do Pinheiro Manso, contando com mais de três dezenas de depoimentos de residentes, funcionários, religiosas, voluntários e benfeitores.

«Com manifestações de humor e de solidão, de força e de fragilidade, de abnegada dedicação e criativo serviço, tendo por horizonte a “última estação da vida”, o filme configura um retrato realista do pulsar da vida daquela que é uma das instituições mais apreciadas e estimadas da cidade do Porto», lê-se na sinopse.

A projeção, que decorre esta sexta-feira, 20 de setembro, às 11h15, na UCP, em Lisboa, é seguida por um debate com a participação do realizador, José Leitão (Centro de Reflexão Cristã), e João Eleutério, professor da Faculdade de Teologia.


 

Rui Jorge Martins
Imagem: Chali_studio/Bigstock.com
Publicado em 18.09.2019

 

 

 
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Mais Cultura
Vídeos