Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

Leitura: "Eterno agora - Conversas com o Deus de sempre"

Imagem Capa (det.) | D.R.

Leitura: "Eterno agora - Conversas com o Deus de sempre"

«Orações que são poemas e que interpelam cada leitor de uma forma única»: é este o propósito do novo livro do P. António Rego, "Eterno agora - Conversas com o Deus de sempre", que vai ser apresentado esta quinta-feira, em Lisboa.

«A sugestão destes textos provém do ritmo litúrgico, no ciclo anual que nos retoma, sempre mais à frente, sempre mais a fundo», aponta o patriarca de Lisboa, D. Manuel Clemente, na apresentação do volume editado pela Oficina do Livro.

«Não é repetição, mas insistência daquele Deus que “está à porta e bate”, sem se cansar de bater, até que lha abramos, franca e escancarada. Mas isso mesmo acontece ao correr da vida, como reencontro de amigos, que se retoma e adensa», prossegue o patriarca de Lisboa.

«Pode o leitor reparar nestes textos que o Natal ou a Páscoa são sempre iguais no que dizem, da parte de Deus, e sempre novos no que nos dizem, no agora em que irrepetivelmente estamos», refere D. Manuel Clemente.

Nascido nos Açores em 1941, o cónego António Rego, que em 2014 assinala 50 anos de sacerdócio, tem dedicado a vida aos médias, quer na imprensa escrita, rádio e televisão, quer na crítica cinematográfica.

Realizou mais de dois mil programas de televisão na RTP e TVI, estação onde continua a coordenar as transmissões religiosas, bem como o programa dominical "Oitavo Dia".

"Eterno agora - Conversas com o Deus de sempre" vai ser apresentado por Laurinda Alves, na livraria Leya - Bucholz (Rua Duque de Palmela), em sessão que começa pelas 18h30.

 

Manhã de Páscoa
P. António Rego
In "Eterno agora", ed. Oficina do Livro

Manhã de todas as manhãs,
vem e diz-me: Ele está vivo?
Tenho o coração inquieto,
cansado dos calvários percorridos,
dos insultos e humilhações diante dos amigos
e na presença dolorida da mãe.
Manhã de todas as manhãs, vem e diz-me:
Onde está Ele? Desceu ao reino dos mortos?
No teu silêncio, manhã de Páscoa
Entendo onde Ele está.
Aqui, ao meu lado, vivo.
Oiço a sua voz no coração
E quase me doem os olhos de tanta luz.
Ele está aqui.
Sei que estás aqui, Vivo e Ressuscitado.
Sê bem-vindo, Senhor,
nesta manhã única e eterna da Ressurreição.

 

Edição: Rui Jorge Martins
Publicado em 05.11.2014

 

Título: Eterno agora - Conversas com o Deus de sempre
Autor: P. António Rego
Editora: Oficina do Livro
Páginas 288
Preço: 13,41 €
ISBN: 978-989-741-175-5

 

 
Imagem Capa | D.R.
No teu silêncio, manhã de Páscoa/ Entendo onde Ele está./ Aqui, ao meu lado, vivo./ Oiço a sua voz no coração/ É quase me doem os olhos de tanta luz
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Evangelho
Vídeos