Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

D. José Tolentino Mendonça fala de “Clareira”, do escultor Manuel Rosa

O arcebispo D. José Tolentino Mendonça, responsável pela biblioteca e arquivo da Santa Sé, vai falar sobre a exposição “Clareira”, do escultor Manuel Rosa, patente até 9 de junho no Centro Internacional das Artes José de Guimarães.

O encontro com entrada livre, integrado no ciclo dedicado ao Pensamento Ameríndio, realiza-se no mesmo local, em Guimarães, a 8 de junho, às 18h30, constituindo também a ocasião para a apresentação do livro “Clareira”, com desenhos de Pedro Falcão.

«Esculpe barcos para voltarmos a reencontrar florestas; fornece figuras para encabeçarmos rituais extensos e viagens pelo desconhecido; mandata-nos para encontrar a luz que o vazio projeta na sombra; encoraja-nos a entretecer modos primitivos que são a porta de acesso ao ignorado mundo primeiro», lê-se no texto de apresentação.

As esculturas de Manuel Rosa «são pedra, gesso, areia, argila, metal, mas cantam. E fazem-no com a língua dos aborígenes reunidos à volta do fogo, o assobio dos nómadas através do deserto, o grito dos artesãos populares que vêm desde o princípio, o acento helénico de Pitágoras ou de Anaximandro».

Nascido em 1953, Manuel Rosa expõe «uma coleção de peças de grande e pequena escala, em gesso, bronze ou areia de fundição», algumas produzidas para a exposição, que tem curadoria de Nuno Faria.

A intervenção «dialoga com algumas das peças mais marcantes em exposição ou em depósito – sejam peças em terracota da coleção pré-colombiana, sejam os moldes de partes do corpo humano, para ex-votos em cera oriundos do património religioso e popular da cidade de Guimarães. Convoca a figura humana, que se declina em precário equilíbrio entre forma e informe, surgindo da matéria e confundindo-se com ela, num movimento genésico».


 

Rui Jorge Martins
Fonte (texto e imagem): Centro Internacional das Artes José de Guimarães
Publicado em 30.05.2019

 

 
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Mais Cultura
Vídeos