Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

Ciclo Cultura e Fé assinala Quaresma e Semana Santa com teatro e música

Música, teatro religioso e, encenações relacionadas com a Semana Santa integram o Ciclo Cultura e Fé que começa este domingo, 7 de abril, percorrendo até ao Sábado Santo a cidade da Guarda e povoações do município.

O projeto, organizado pela Câmara Municipal, em parceria com organismos ligados à Igreja católica, entre outros, abre com a Procissão dos Passos, às 16h00, a partir da igreja da Misericórdia, na Guarda.

No dia 14, Domingo de Ramos, às 21h00, decorre a encenação “A paixão de Jesus segundo São Lucas”, que percorre o centro histórico com cerca de 300 atores amadores, «trajados à época», naturais do arciprestado da Guarda.

A sé recebe no dia 16, às 21h30, a música do quarteto de vozes Búlgaro, Quartet Slavey, com um repertório composto por temas religiosos da Igreja Eslava do século XIV ao século XX.

O Grupo Manantial, de Ciudad Rodrigo (Espanha), que há 26 anos representa a paixão de Cristo, exibe o seu trabalho pela primeira vez em Portugal a 17 de abril, na localidade de Marmeleiro, com meia centena de atores.

Os habitantes da aldeia de Pousade são os protagonistas de “A última Ceia”, «espetáculo comunitário” marcado para a Sexta-feira Santa, às 22h00, no anfiteatro ao ar livre da localidade.

No mesmo dia às 21h00, realiza-se, na Guarda, a procissão do “Enterro do Senhor”, a partir da igreja da Misericórdia.

O ciclo termina a 20 de abril, na igreja matriz de Pousade, às 18h00, com “Cantos de Misericórdia e Paixão”, interpretados pelo grupo da Casa do Povo do Paúl (concelho da Covilhã).

Em Pinhel, também na diocese da Guarda mas à margem do ciclo, realiza-se na Sexta-feira Santa a encenação da paixão e morte de Jesus, com o tema “Tome a sua cruz todos os dias e siga-Me”.

A representação da via-sacra resulta de uma parceria que a paróquia e a autarquia têm promovido nos últimos anos, afirmando-se «como um marco na comunidade pinhelense, “na medida em que é considerada um dos eventos artísticos e religiosos mais relevantes do concelho e da região”», assinala a diocese.

Na «emotiva e grandiosa representação de Fé, Tradição e Cultura» participam grupos de “Encomendação das Almas”, bem como «grande número de atores amadores» e «instituições da comunidade pinhelense».


 

Rui Jorge Martins
Fonte: Diocese da Guarda
Imagem: Sé da Guarda | milosk50/Bigstock.com
Publicado em 05.04.2019

 

 
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Mais Cultura
Vídeos