Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

Cascais entrega chave da vila ao papa Francisco e declara-o cidadão honorário

A Câmara Municipal de Cascais vai entregar a chave da vila ao papa Francisco, que também será distinguido com o título de cidadão honorário, anunciou a edilidade, que vai receber a sede em Portugal da fundação Scholas Occurrentes, dedicada à educação dos jovens, em especial dos desfavorecidos, inspirada pelo pontífice quando era arcebispo de Buenos Aires.

«Quinta-feira [21 de março] nunca seria um dia como os outros porque teremos uma mensagem do Santo Padre em direto para os cascalenses por ocasião da abertura da sede das Scholas Ocurrentes», sublinha o presidente da autarquia.

«Mas agora, ao ser parte da nossa família maior, quinta-feira passa a ser um dia para a história da nossa comunidade”, assinala Carlos Carreiras, que considera Francisco «um líder carismático que personifica, à escala global», valores como «bondade, humanidade e universalismo».

Para o responsável, o papa é um «líder que ultrapassa fronteiras políticas, sociais e religiosas», tendo-se tornado uma voz importante «na denúncia do capitalismo selvagem, da cultura do vazio e da gratificação instantânea», bem como um «ativista na defesa da sustentabilidade ambiental e nos direitos dos mais frágeis, sobretudo dos jovens».

O acordo para a instalação da sede da fundação na antiga escola Conde Ferreira, no centro da vila, será assinado na quinta-feira, no Vaticano, numa audiência que o papa vai conceder à representação da autarquia cascalense.



Na ocasião, o papa falará, a partir do Vaticano, por videoconferência com responsáveis pelo projeto, além de se ligar às novas sedes da Fundação, como a portuguesa



O vice-presidente do município, Miguel Pinto Luz, destaca que a fundação vai trabalhar em vários pontos de Portugal, e classifica como «inspirador» o facto de o concelho de Cascais poder «fazer a ponte entre jovens budistas e muçulmanos, católicos e hindus, por todo o mundo».

O papa dá esta quinta-feira, pelas 15h00 (hora de Lisboa) o arranque do projeto internacional “Programando pela paz”, que tem como objetivo permitir a milhões de crianças aprender linguagem informática, com vista ao desenvolvimento de programas e aplicações na perspetiva de uma cultura defensora da ética.

Na ocasião, o papa falará, a partir do Vaticano, por videoconferência com responsáveis pelo projeto, além de se ligar às novas sedes da Fundação, como a portuguesa.

Francisco também recebe jovens de várias nacionalidades, participantes nos múltiplos projetos da fundação, que está envolvida em áreas como o desporto, arte, tecnologia, cidadania, ofícios e aceleração de projetos educativos caracterizados pela inovação.

A Scholas Occurrentes procura «gerar uma mudança paradigmática na educação, através da integração de comunidades educativas, com foco nas de menores recursos», semeando a inspiração para construir uma sociedade em paz com todas as suas culturas, religiões e perspetivas de vida.


 

Rui Jorge Martins
Fontes: Câmara Municipal de Cascais (1), (2), Vatican News
Imagem: Câmara Municipal de Cascais | AlexRotenberg/Bigstock.com
Publicado em 09.03.2019

 

 

 
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Mais Cultura
Vídeos