Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

Bispo coordenador-geral da JMJ em Lisboa escreve todas as semanas no jornal diário líder de audiência

D. Américo Aguiar, um dos bispos auxiliares do Patriarcado de Lisboa e coordenador-geral da Jornada Mundial da Juventude prevista para 2023 na capital, passou desde esta sexta-feira a ter uma coluna semanal no “Correio da Manhã”.

O artigo no jornal diário que tem a maior cobertura conjunta de audiência, em papel e internet, «não será um espaço para sermões, nem para juízos de valor sobre nada», assinala na primeira crónica, intitulada «Abençoada caminhada».

A coluna «será acima de tudo um momento de partilha sobre um dos maiores acontecimentos da vida da Igreja nos últimos 30 anos», as Jornadas Mundiais da Juventude (JMJ), criadas pelo «saudoso e Santo Papa João Paulo II».

O presidente do Conselho de Gerência da Renascença sublinha que «as Jornadas têm acontecido por todo o mundo, numa dimensão extraordinária, só semelhante aos maiores acontecimentos desportivos mundiais».

Depois de elencar as cidades que receberam as Jornadas, desde Roma (1986) ao Panamá (2019), o vogal da Comissão Episcopal da Cultura, Bens Culturais e Comunicações Sociais recorda as vítimas e as pessoas mais envolvidas na pandemia, deixando antever que os seus textos não serão indiferentes a realidades que ultrapassam, em sentido estrito, questões ligadas à Igreja.

«A nossa homenagem aos que ocupam a linha da frente do combate e a nossa oração pelos que partiram, pelos seus familiares e amigos. Estamos juntos», sublinha.

Na coluna a que deu o nome “Há pressa no ar”, título do hino da JMJ, D. Américo Manuel Alves Aguiar, de 47 anos, expressa a convicção de que Portugal vai surpreender, pela positiva, no acolhimento aos milhares de participantes aguardados.

«Estou certo de que a nossa forma de acolher quem chega, a disponibilidade, a capacidade de encontrarmos as mais surpreendentes soluções para ultrapassar problemas e também a nossa alegria, toda esta alma que nos caracteriza enquanto nação irá ultrapassar todas as expetativas que já se sentem em relação à próxima JMJ», assinala.

A nova coluna no “Correio da Manhã”, na página 2, ocupa o mesmo espaço que, à sexta-feira, foi assinado até dezembro de 2020 pelo Cón. António Rego, jornalista, primeiro diretor de informação da TVI, antigo diretor da agência Ecclesia e do Secretariado Nacional das Comunicações Sociais da Igreja católica, e especialista em questões ligadas à comunicação social.


 

Rui Jorge Martins
Fonte: Correio da Manhã
Imagem: D. Américo Aguiar, papa Francisco | D.R.
Publicado em 20.02.2021

 

 
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Mais Cultura
Vídeos