Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

Adeptos do Bolonha pediram à Virgem Maria pela cura do treinador Mihajlovic

Uma centena de adeptos da equipa de futebol do Bolonha, que compete na principal liga italiana, subiram este domingo ao santuário bolonhês de Nossa Senhora de San Luca, em oração pela cura do treinador, Siniša Mihajlovic, (passou fugazmente pelo Sporting), que começou os tratamentos para se curar de uma leucemia aguda.

«Não esperava tanta gente, ainda que esperasse bastantes pessoas, porque Bolonha responde sempre presente nestas situações. Queremos dizer a Siniša que estamos ele, e com todos os que sofrem», declarou Damiano Matteucci, que promoveu a iniciativa em favor do treinador sérvio, através do Facebook.

O adepto sublinhou que San Luca «é o lugar onde os bolonheses levam os seus sofrimentos e as suas esperanças», e acrescentou: «Levámos assim uma oração por Siniša e por todos os doentes que combatem diariamente sem serem igualmente populares, sem sentir à sua volta o mesmo afeto».

A procissão foi guiada pelo responsável do Departamento para a Pastoral do Desporto, Turismo e Tempo Livre da arquidiocese de Bolonha: «A oração é uma mensagem silenciosa, mas tão eficaz que é capaz de dar força às pessoas», declarou.

A oração universal, durante a qual, nas missas, os fiéis pedem pelas necessidades da Igreja e do mundo, foi proferida por organizadores da peregrinação: «Pela cura de todas as pessoas doentes no espírito e no corpo, e em particular pelo “mister” Siniša; faz, ó Pai, que com confiança, esperança e coragem aceitem a tua vontade, que premeia sempre, agora e pela eternidade».



«”Mister”, estás a ensinar-nos o contra-ataque da coragem (…), estás a explicar-nos a alegria de marcar. A baliza não parece distante, e a defesa já não parece impenetrável. Os teus olhos já veem a bola a dirigir-se para a baliza, e as redes já a inflarem-se, prontas a anunciar ao público das grandes ocasiões o golo da vitória»



«Todos juntos para o santuário de Nossa Senhora de San Luca para apoiar o meu papá. Estou sem palavras. Sois fantásticos. Obrigado», escreveu no Instagram a filha de Siniša, Vitkorija, presente na celebração com a mãe, Arianna, depois de passarem pelo pórtico da igreja, onde se erguia uma faixa com o rosto do treinador.

Miihajlovic, que em maio tinha subido ao santuário mariano para festejar a permanência na primeira liga transalpina - a equipa ficou em 10.º lugar, após tempos de aflição - está atualmente internado para se submeter à quimioterapia.

«”Mister”, estás a ensinar-nos o contra-ataque da coragem», escreveu o diretor do Departamento Nacional para a Pastoral do Tempo Livre, Turismo e Desporto da Conferência Episcopal italiana, em carta aberta dirigida ao treinador, um «contra-ataque que muitas vezes salva a partida… inclusive a da vida».

Reagindo à conferência de imprensa em que o treinador revelou a doença, o P. Gionatan De Marco acrescentou: «”Mister”, estás a explicar-nos a alegria de marcar. A baliza não parece distante, e a defesa já não parece impenetrável. Os teus olhos já veem a bola a dirigir-se para a baliza, e as redes já a inflarem-se, prontas a anunciar ao público das grandes ocasiões o golo da vitória».

«É verdade, ainda não marcaste, mas já sonhaste esse golo! E os sonhos não são fábulas, são força… que serve não para deitar a vida ao tapete, mas para a levantar, sempre… até cima, até ao ponto em que – mesmo se o estádio não explode – sentes explodir dentro de ti a alegria de o ter feito, dando o melhor de ti!», assinala o sacerdote.


 

Rui Jorge Martins
Fontes: Avvenire, SIR
Imagem: D.R.
Publicado em 24.07.2019

 

 
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Mais Cultura
Vídeos