Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

Vaticano lança concurso de vídeos e pósteres sobre «verdade» e notícias falsas

A Secretaria de Comunicação da Santa Sé e a SIGNIS - Associação Católica Mundial para a Comunicação lançam pela primeira vez um concurso para a realização de vídeos e pósteres sobre a mensagem do papa para o próximo Dia Mundial das Comunicações Sociais.

O tema da 52.ª edição do Dia Mundial das Comunicações Sociais, que se assinala a 13 de maio, junta um versículo bíblico a um tema da atualidade: "'A verdade vos tornará livres' (João 8, 32) - 'Fake news' e jornalismo de paz".

Com este concurso, a SIGNIS, representada em Portugal pelo Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura, estimula «os talentos de todo o mundo a mostrar o seu trabalho» através da rede mundial de meios de comunicação católicos, abordando uma «temática extremamente importante», assinalou a presidente do organismo, Helen Osman.

O projeto constitui um esforço para avivar um diálogo internacional sobre as notícias falsas, frisou por seu lado a diretora do Departamento Teológico-Pastoral da Secretaria de Comunicação da Santa Sé e representante para a SIGNIS, Nataša Govekar.

«Esperamos que esta competição alente e motive os fiéis, especialmente os jovens, a contribuir criativamente para o tema», explicou a responsável, citada por uma nota enviada hoje ao Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura.

Os vídeos, com a duração máxima de um minuto, e pósteres devem ser enviados para o comité organizador até 30 de setembro para o endereço eletrónico signiscompetitions@gmail.com. As produções vencedoras serão notificadas o mais tardar em dezembro.



Francisco apela à promoção de «um jornalismo de paz», que não é sinónimo de «"bonzinho", que negue a existência de problemas graves e assuma tons melífluos», mas que se afirme «sem fingimentos, hostil às falsidades, a slogans sensacionais e a declarações bombásticas»



Estão previstos prémios de 500€, 200€ e 100€ para os primeiros três classificados. Os trabalhos e vídeos serão distribuídos pelos membros da SIGNIS, presentes em 90 países dos cinco continentes.

Os organizadores lançaram já uma palavra-chave ("hashtag") que permitirá congregar o concurso e as questões com ele relacionadas nas redes sociais: #giveTRUTHvisibility (dá visibilidade à verdade).

«Falsas mas verosímeis», as "fake news" «são capciosas, no sentido que se mostram hábeis a capturar a atenção dos destinatários, apoiando-se sobre estereótipos e preconceitos generalizados no seio dum certo tecido social, explorando emoções imediatas e fáceis de suscitar como a ansiedade, o desprezo, a ira e a frustração», escreve o papa na mensagem para o Dia Mundial das Comunicações Sociais.

Francisco apela à promoção de «um jornalismo de paz», que não é sinónimo de «"bonzinho", que negue a existência de problemas graves e assuma tons melífluos», mas que se afirme «sem fingimentos, hostil às falsidades, a slogans sensacionais e a declarações bombásticas».

«Um jornalismo feito por pessoas para as pessoas e considerado como serviço a todas as pessoas, especialmente àquelas – e no mundo, são a maioria – que não têm voz; um jornalismo que não se limite a queimar notícias, mas se comprometa na busca das causas reais dos conflitos, para favorecer a sua compreensão das raízes e a sua superação através do aviamento de processos virtuosos», aponta a mensagem.



 

Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Mais Cultura
Vídeos