Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

Vaticano e Comité Olímpico Internacional correm para a meta do encontro sobre fé e desporto

Imagem Lusa

Vaticano e Comité Olímpico Internacional correm para a meta do encontro sobre fé e desporto

O presidente do Comité Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, recebeu esta segunda-feira, na cidade suíça de Lausanne, o presidente do Conselho Pontifício da Cultura, cardeal Gianfranco Ravasi.

O encontro centrou-se sobre o «acontecimento histórico» que constitui a primeira conferência mundial sobre fé e desporto, prevista para 5 a 7 de outubro, no Vaticano, refere a página do COI.

A conferência, intitulada "O desporto ao serviço da humanidade", que conta com o apoio do Comité Olímpico e das Nações Unidas, reunirá dirigentes de todos os setores da sociedade interessados em utilizar a influência do desporto e da fé «para promover valores positivos, em particular junto dos jovens».

O lançamento do encontro será feito pelo papa Francisco, pelo secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, e Thomas Bach, que sublinhou o papel do desporto enquanto meio para «construir pontes, e nunca edificar muros».

Para o presidente do COI, «a primeira conferência mundial sobre a fé e o desporto será a ocasião ideal para refletir sobre a maneira como o desporto e os seus valores podem apoiar a mudança social, o desenvolvimento comunitário, a promoção da paz e os direitos do homem, bem como os princípios da fé comuns a todas as religiões».

«Esta conferência será a ocasião de um encontro que nos ajudará a fazer face aos grandes desafios da sociedade atual, preocupações que partilham as comunidades desportiva e religiosa do mundo inteiro: como viver no respeito pelo outro ao compreender melhor as tradições e os valores de cada um, como conduzir uma existência mais plena e sã, como criar comunidades mais integradas», frisou o cardeal Ravasi.

O prelado mostrou-se convicto de que o desporto tem «uma importância capital em termos de educação, dado que ajuda os jovens a fazer a experiência da vida, ao colocá-los à prova, ao permitir-lhes ver para além das diferenças e de defrontar os seus adversários em pé de igualdade para dar o melhor deles próprios e visar a superação de si».

A iniciativa sobre fé e desporto realizar-se-á dois meses após o início dos Jogos Olímpicos, que decorrem de 5 a 21 de agosto no Rio de Janeiro, e um mês depois dos Jogos Paralímpicos, agendados para 7 a 18 de setembro, também na "Cidade Maravilhosa".

A pedido do Comité Olímpico, o cristianismo, islamismo, judaísmo, budismo e hinduísmo, «as cinco grandes expressões religiosas, terão tendas montadas na vila dos atletas», anunciou o capelão do Desporto da arquidiocese do Rio de Janeiro, padre Leandro Lenin.

 

Rui Jorge Martins
Publicado em 19.04.2016

 

 

 
Imagem Lusa
O desporto tem «uma importância capital em termos de educação, dado que ajuda os jovens a fazer a experiência da vida, ao colocá-los à prova, ao permitir-lhes ver para além das diferenças e de defrontar os seus adversários em pé de igualdade para dar o melhor deles próprios e visar a superação de si»
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Evangelho
Vídeos