Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

Universidade Católica acolhe conferência do grande imã de Al-Azhar

Ahmad Al-Tayyeb, grande imã da Universidade de Al-Azhar, sediada no Cairo, profere na próxima quinta-feira, 15 de março, em Lisboa, a conferência “Valores religiosos e sociedade contemporânea”.

Considerado um clérigo moderado, Al-Tayyeb encontrou-se pela primeira vez com o papa Francisco a 23 de maio de 2016, no Vaticano, marcando um ponto final na suspensão do diálogo entre a Santa Sé e Al-Azhar, uma das universidades sunitas mais importantes do mundo.

O relacionamento entre o Vaticano e Al-Azhar foi estabelecido em 1998, tendo sido interrompido em 2006, na sequência do discurso do papa emérito Bento XVI na universidade alemã de Ratisbona.

O segundo aperto de mãos entre Al-Tayyeb e Francisco ocorreu a 28 de abril de 2017, durante a sua viagem ao Egito, onde discursou, na capital, perante o grande imã.

A 7 de novembro de 2017 Al-Tayyeb visitou o papa no Vaticano, aproveitando a deslocação a Roma para participar numa conferência promovida pela Comunidade de Santo Egídio.

O islão está a enfrentar «uma guerra contra si próprio» e os muçulmanos também são «vítimas do terrorismo», declarou o grande imã após a reunião com Francisco, acrescentando que o conflito «é um cancro que criou metástases em diferentes partes do mundo».

A Universidade de Al-Azhar tem oferecido «os seus recursos e uma maior contribuição para uma colaboração permanente que tem como objetivo procurar soluções para o terrorismo», acrescentou.

«Desejo afirmar a minha convicção da necessidade de um diálogo entre religiões, entre os sábios, ou corremos o risco de cair em períodos de violência e escuridão», acentuou o responsável.

Al-Tayyeb recordou que o século XX «testemunhou duas guerras mundiais que mataram mais de 70 milhões de pessoas, e as que se seguiram depressa mostraram o absurdo que foram, pelo que nem uma gota de sangue devia ter sido derramada».

Com cerca de 450 mil estudantes, muitos de países asiáticos e africanos, a Universidade de Al-Azhar abrange uma rede de mais de nove mil escolas no Egito que integram acima de dois milhões de estudantes.

Estima-se que 90% dos muçulmanos sejam sunitas; com os xiitas, constituem os dois principais ramos do islão.

A conferência, com entrada livre e tradução simultânea, realiza-se às 17h00 na Universidade Católica (auditório Cardeal Medeiros). A iniciativa é organizada pela instituição e pela embaixada da República Árabe do Egito.









 

SNPC
Imagem: Ahmad Al-Tayyeb e papa Francisco | D.R.
Publicado em 09.03.2018

 

 
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Mais Cultura
Vídeos