Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

Fotógrafo Steve McCurry com «grande expetativa e confiança» no papa Francisco

Fotógrafo Steve McCurry com «grande expetativa e confiança» no papa Francisco

Imagem Fotografia de Steve McCurry projetada na basílica de S. Pedro | D.R.

Em dezembro de 2015, por ocasião de um conjunto de eventos com o propósito de fazer crescer a consciência e promover intervenções em relação às alterações climáticas, algumas fotografias minhas foram projetadas na basílica de S. Pedro, no Vaticano. Durante três horas, imagens da Terra, dos seus habitantes e dos seus animais, provenientes de fotos minhas e de outros profissionais, iluminaram a fachada durante o evento chamado "Fiat lux: Illuminating our common home", o primeiro deste género em 390 anos de história da basílica. Parece que ultimamente existem muitas novidades interessantes no interior da Igreja católica romana, incluindo a eleição do papa Francisco, o jesuíta que escolheu o nome em honra de S. Francisco de Assis (...).

O aspeto interessante do novo pontífice é a sua abertura para os diferentes modos de pensar e viver. No período relativamente breve do seu mandato, Bergoglio tomou consigo um grupo de refugiados sírios de um campo de acolhimento de Lesbo para os levar a viver em Roma; afirmou que todas as mulheres, inclusive as reduzidas à escravidão, merecem «paz, justiça e amor», depois de ter visitado um centro que acolhe ex-prostitutas; censurou o então candidato à presidência americana, Donald Trump, pela sua ideia de construir um muro ao longo da fronteira com o México; fez entregar pizzas aos sem-abrigo. Defendeu firmemente os pobres, afirmando, no primeiro encontro com os jornalistas, querer «uma Igreja pobre para os pobres». Procurou ainda aproximar-se dos não católicos, sustentando que «a misericórdia de Deus não tem limites se a ele nos dirigirmos com coração sincero e arrependido».

A "Amoris laetitia" ("A alegria do amor") afirma que a Igreja deve ser mais inclusiva e atenta em relação aos homossexuais, os pais solteiros e os casais não casados. Devo admitir que não sou muito familiar com religiões organizadas. Nunca compreendi o fundamento lógico da crença no sobrenatural, (...) Durante as minhas viagens, todavia, encontrei muitos líderes religiosos. Descobri que o Dalai Lama tem os pés na terra mais do que muitos outros. Desde que o conheci comecei a interessar-me no budismo. (...)

Tirar fotografias em lugares como a Birmânia, Cambodja, Laos, Tailândia e Sri Lanka e trabalhar com os monges nos mosteiros foi um meio extraordinário para aceder a um espaço diferente e adquirir um olhar mais calmo e contemplativo em relação a mim e ao mundo. Estive em Roma e na Cidade do Vaticano por motivos de trabalho e fotografei Bento XVI e João Paulo II. Vejo o papa Francisco desempenhar os deveres do seu ministério com grande expetativa e confiança. Bergoglio parece apresentar-se como um fautor de mudanças. Quero crer que demonstrará ser, para o mundo espiritual, um líder positivo como o foi o Dalai Lama.









 

Steve McCurry
In "Il Sole 24 Ore"
Trad.: SNPC
Publicado em 29.03.2017

 

 
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Mais Cultura
Vídeos