Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

Revista "Didaskalia" homenageia biblista Armindo Vaz

Imagem Armindo Vaz | D.R.

Revista "Didaskalia" homenageia biblista Armindo Vaz

A mais recente edição da "Didaskalia", revista científica da Faculdade de Teologia da Universidade Católica Portuguesa (Lisboa), assinala a jubilação académica do padre biblista Armindo Vaz.

«Além do detalhado currículo, elaborado pelo Prof. José Augusto Ramos, o fascículo dedica ao homenageado um conjunto de artigos que testemunham o apreço e a amizade que toda a academia dispensa e nutre pelo Prof. Armindo Vaz», sublinha o diretor da revista, Fr. Isidro Lamelas, em nota enviada ao Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura.

O P. Armindo Vaz, pertencente à ordem dos Carmelitas Descalços, «lecionou na Faculdade de Teologia, onde iniciou a sua atividade docente em 1978/79, após uma breve passagem como docente do Instituto Superior de Estudos Teológicos, do Porto, em 1973/74», tendo sido um «assíduo colaborador» da "Didaskalia" e de outros periódicos, «nos quais sempre se esforçou por partilhar o seu saber».

«Mais do que pela quantidade, a reflexão e produção do Prof. Armindo primam pela frescura e profundidade. Isto deve-se sobretudo ao facto de não recear percorrer caminhos menos trilhados e de edificar sobre os dois pilares seguros que estruturam a homenagem que hoje lhe prestamos: A Escritura e a Espiritualidade e carisma carmelitano», realça o editor.

O Fr. Isidro Lamelas salienta que constitui «uma felicíssima coincidência o facto de a jubilação do Prof. Armindo Vaz coincidir com o jubileu do V Centenário do nascimento de S. Teresa de Jesus».

Este volume da "Didaskalia", intitulado "Palavra tão antiga e sempre nova", apresenta «duas secções nas quais são contemplados os campos principais em que o homenageado tem desenvolvido a sua atividade científica e eclesial: os estudos bíblicos e os estudos teresianos».

«O Pe. Armindo, tem sido na Universidade e para lá desta, uma voz sábia, serena e, ao mesmo tempo, corajosa e, desta forma, um bom incentivo para quantos buscam, com humildade e perseverança, a verdade na Palavra tão nova e tão antiga», acentua o diretor.

Nascido a 6 de agosto de 1944, no lugar de Pereira de Selão, concelho de Chaves, Armindo dos Santos Vaz fez a Profissão de votos solenes em Roma, a 8 de Dezembro de 1965, dia do encerramento do Concílio Vaticano II, e foi ordenado padre em 1969. É o primeiro presidente da Associação Bíblica Portuguesa, fundada em 2012.

 

ImagemD.R.

 

ImagemD.R.

 

Rui Jorge Martins
Publicado em 11.02.2016

 

 

 
Imagem Armindo Vaz | D.R.
Mais do que pela quantidade, a reflexão e produção do Prof. Armindo primam pela frescura e profundidade. Isto deve-se sobretudo ao facto de não recear percorrer caminhos menos trilhados e de edificar sobre os dois pilares seguros que estruturam a homenagem que hoje lhe prestamos: A Escritura e a Espiritualidade e carisma carmelitano
O Pe. Armindo, tem sido na Universidade e para lá desta, uma voz sábia, serena e, ao mesmo tempo, corajosa e, desta forma, um bom incentivo para quantos buscam, com humildade e perseverança, a verdade na Palavra tão nova e tão antiga
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Evangelho
Vídeos