Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

«Perguntem»: Papa desafia jovens a questioná-lo; respostas vão sair em livro

Imagem Papa Francisco com o presidente da FIFA, Gianni Infantino | Vaticano | 29.5.2016 | © 2016 LUSA - Agência de Notícias de Portugal, S.A.

«Perguntem»: Papa desafia jovens a questioná-lo; respostas vão sair em livro

«Imaginem ter em frente o papa Francisco. O que gostariam de lhe perguntar?»: este é o desafio lançado a jovens de todo o mundo, que podem questionar o pontífice através de uma página na internet.

«Podem perguntar-lhe qualquer coisa que tenham no coração: dúvidas, interesses, curiosidades», convida o sítio. As respostas a «algumas» das perguntas serão publicadas em várias línguas e países entre outubro e novembro, adianta a Rádio Vaticano.

O projeto é realizado em colaboração com as “Scholas Occurrentes”, organização internacional criada pelo papa Francisco que tem como destinatários os jovens e a sua educação, promovendo a «integração social e a cultura do encontra para a paz».

Depois de responder a cartas enviadas, através de correio postal, por crianças de vários pontos do planeta (“Meu querido papa Francisco”), o novo livro resulta do «diálogo virtual» entre Francisco e jovens de todo o mundo.

O anúncio do lançamento da plataforma na internet e do livro foi feito no contexto o congresso mundial das “Scholas Occurrentes”, realizado este domingo, no Vaticano, com a presença de representantes de 17 governos e 42 universidades, bem como estudantes do Ensino Secundário de vários países.

No diálogo «todos ganham, ninguém perde», frisou o papa durante o encontro: enquanto que «na discussão há um que ganha e outro que perde, ou perdem os dois», o diálogo é «mansidão, é capacidade de escuta, é colocar-se no lugar do outro, é estender pontes».

Antes de se encontrar com os participantes no encontro das “Scholas Occurrentes”, Francisco recebeu um grupo de jovens de quatro continentes, todos com centenas de milhares de seguidores no YouTube, tendo-os estimulado a contribuir para um mundo melhor com os seus vídeos, através da aposta na integração e no diálogo.

Durante a sessão de encerramento do congresso os atores Richard Gere, Salma Hayek e George Clooney receberam o prémio “Oliveira da Paz” pelo seu compromisso em favor dos jovens das periferias.

«Foi uma experiência maravilhosa e é um programa maravilhoso aquele que As “Scholas Occurrentes” leva por diante, fazendo com que muitas religiões diferentes falem de inclusão, porque sabemos que o ódio e a atitude integralista se aprendem e são inculcadas», declarou Clooney, citado pela agência Ansa.

No âmbito do congresso, Francisco recebeu o presidente da FIFA, Gianni Infantino: «Esta visita ao Vaticano é o que mais importante aconteceu na minha vida», afirmou.

A FIFA patrocinará a realização de um jogo de futebol amistoso, a “Partida da Paz”, que decorrerá a 10 de julho, na cidade argentina de La Plata.

As receitas do jogo reverterão para o programa educativo “Scholas Ocurrentes”, que na sexta-feira obteve um financiamento de cerca de 1 milhão de euros aprovado pelo Presidente da Argentina, Mauricio Macri.

 

Rui Jorge Martins
Publicado em 31.05.2016

 

 

 
Imagem Papa Francisco com o presidente da FIFA, Gianni Infantino | Vaticano | 29.5.2016 | © 2016 LUSA - Agência de Notícias de Portugal, S.A.
No diálogo «todos ganham, ninguém perde», frisou o papa durante o encontro: enquanto que «na discussão há um que ganha e outro que perde, ou perdem os dois», o diálogo é «mansidão, é capacidade de escuta, é colocar-se no lugar do outro, é estender pontes»
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Evangelho
Vídeos