Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

Papa recorda Fátima e diz que é precisa muita «oração e penitência» para pedir a «conversão»

Papa recorda Fátima e diz que é precisa muita «oração e penitência» para pedir a «conversão»

Imagem Papa Francisco | Fátima, 12.5.2017 | D.R.

O papa lembrou hoje, no Vaticano, a viagem de 12 e 13 de maio ao santuário de Fátima, tendo sublinhado que na Cova da Iria a Virgem «escolheu o coração inocente e a simplicidade dos pequenos Francisco, Jacinta e Lúcia» para depositários da sua mensagem.

«Também nos nossos dias há muita necessidade de oração e penitência para implorar a graça da conversão, como também o fim de muitas guerras pelo mundo, e são cada vez mais, dos conflitos absurdos e das violências, grandes e pequenas, que desfiguram o rosto da humanidade», afirmou Francisco na oração "Regina Coeli" (Rainha dos Céus).

Com a declaração de Francisco e Jacinta como santos (canonização), proclamada na missa que a que presidiu este sábado no santuário, por ocasião dos 100 anos da primeira aparição da Virgem aos pastorinhos, o papa quis «propor a toda a Igreja o seu exemplo de adesão a Cristo e testemunho evangélico».

«Quis também propor a toda a Igreja que cuide das crianças», frisou, acrescentando que a santidade de Francisco e Jacinta «não é consequência das aparições, mas da fidelidade e do ardor com que corresponderam ao privilégio recebido de poder ver a Virgem Maria».

Francisco lembrou que «após o encontro com a "bela Senhora", como a chamavam, recitavam frequentemente o Rosário, faziam penitência e ofereciam sacrifícios para obter o fim da guerra e pelas almas mais necessitadas da divina misericórdia».

Referindo-se ao «longo» período que passou «em silêncio» quando, na sexta-feira, chegou à capelinha das Aparições, «acompanhado pelo silêncio orante de todos os peregrinos», o papa sublinhou que se criou «um clima de recolhimento e contemplação, no qual decorreram os vários momentos de oração».

«E no centro de tudo esteve e está o Senhor ressuscitado, presente no meio do seu povo na Palavra e na Eucaristia. Presente no meio de tantos doentes, que são protagonistas da vida litúrgica e pastoral de Fátima, como de cada santuário mariano», acentuou.

Depois de pedir aos fiéis reunidos na Praça de S. Pedro para saudarem a Senhora de Fátima, o papa afirmou: «Em Fátima mergulhei na oração do santo povo fiel, oração que lá flui há cem anos como um rio, para implorar a proteção materna de Maria para o mundo inteiro. Dou graças ao Senhor que me concedeu deslocar-me aos pés da Virgem Maria como peregrino de esperança e de paz».

Na intervenção o papa agradeceu «de coração» aos «bispos, ao bispo de Leiria-Fátima, às autoridades do Estado e a todos aqueles que ofereceram a sua colaboração» para a peregrinação.

Ao concluir a meditação que antecedeu o "Regina Coeli", Francisco lançou um convite: «Deixemo-nos guiar pela luz que vem de Fátima. O Coração Imaculado de Maria seja sempre o nosso refúgio, a nossa consolação e o caminho que nos conduz a Cristo».

Após a oração, o papa confiou «a Maria, Rainha da Paz, o destino das populações afligidas pela guerra e conflitos, em particular no Médio Oriente»: «Muitas pessoas inocentes são duramente provadas, sejam cristãos, sejam muçulmanos, sejam pertencentes a minorias como os yazidis, que sofrem trágicas violências e discriminações».

«À minha solidariedade acompanha-se a evocação na oração, enquanto agradeço a todos quantos se empenham em prover às necessidaes humanas. Encorajo as várias comunidades a percorrer o caminho do diálogo e da amizade social para construir um futuro de respeito, se segurança e de paz, longe de toda a espécie de guerra», declarou.

Antes de concluir, Francisco pediu aos fiéis uma breve oração, em silêncio, pela sua mãe, na data em que Itália se assinala o Dia da Mãe (segundo domingo de maio).



 

SNPC
Publicado em 14.05.2017

 

 
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Mais Cultura
Vídeos