Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

Papa recebe crianças vítimas de sismo em iniciativa do Conselho Pontifício da Cultura

Papa recebe crianças vítimas de sismo em iniciativa do Conselho Pontifício da Cultura

Imagem D.R.

O papa vai receber a 3 de junho, no Vaticano, cerca de 400 crianças vítimas dos sismos que em agosto de 2016 sacudiram as localidades de Accumoli, Amatrice, Arquota del Tronto e Núrsia, em Itália, causando mais de 250 mortos.

O encontro insere-se no programa da quinta edição do "Comboio das Crianças", organizada pelo Átrio dos Gentios, plataforma coordenada pelo Conselho Pontifício da Cultura para promover o diálogo entre crentes e não crentes.

Os «pequenos viajantes, grandes embaixadores» entregarão a Francisco o livro "Nós nesta terra que dança... a propósito dos terramotos", que trata do tema do sismo com uma linguagem dirigida às crianças.

O pequeno volume, que conta com o patrocínio do Senado da República Italiana, da Proteção Civil da Região de Emilia-Romagna e do Conselho Pontifício da Cultura, inclui o depoimento do arquiteto Renzo Piano, distinguido com o prémio Pritzker, considerado o "Óscar" da especialidade, e membro vitalício do Senado.

A obra conta também com textos do presidente do Senado, Pietro Grasso, e do presidente do Conselho Pontifício da Cultura, cardeal Gianfranco Ravasi, que participaram hoje, no Vaticano, na conferência de imprensa de apresentação do "Comboio das Crianças", acompanhados pelos autores do livro e pelo presidente do Instituto Nacional de Geofísica e Vulcanologia, entre outras personalidades.

À semelhança dos anos anteriores, o projeto, que em 2017 se intitula "Guardiães da Terra", conta com a colaboração da companhia ferroviária estatal italiana, que disponibiliza um comboio para levar os participantes à estação de caminhos de ferro do Vaticano, raramente utilizada.

«Deus deu-nos a terra para a cultivar e guardar com respeito e equilíbrio. Cultivá-la "demasiado" – isto é, explorando-a de maneira míope e egoísta – e guardá-la pouco, é pecado»: as palavras de Francisco na mensagem para o Dia Mundial de Oração pelo Cuidado da Criação, em 1 de setembro de 2016, serviram de inspiração para esta edição do "Comboio das Crianças".

Antes do encontro com o papa, os pequenos serão recebidos em Roma por membros da organização Sport Senza Frontriere Onlus, que promove a prática do desporto para pessoas carenciadas, e por uma orquestra proveniente das favelas do Rio de Janeiro.

«[As crianças] transmitirão a memória do terramoto a quem não o experimentou, para não esquecerem que a Itália é uma região sísmica. Estes pequenos "guardiães da Terra" far-se-ão embaixadores de uma mensagem importante: não podemos evitar as catástrofes, mas podemos fazer muito para estarmos preparados de forma eficaz», salienta o "Átrio dos Gentios" no Facebook.

Na conferência de imprensa, o cardeal Ravsi declarou que o papa «aceitou de imediato, com entusiasmo», a proposta, também por ter visitado as localidades afetadas pelo terramoto, que são«lugares de sofrimento mas também de esperança».



 

SNPC
Publicado em 16.05.2017

 

 

 
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Mais Cultura
Vídeos