Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

"Papa Francisco - Um homem de palavra" estreia a 13 de maio

Sempre que deixava o local das filmagens, «a última coisa que dizia era: "reze por mim". E isto não era apenas uma forma de saudação: pensava-o verdadeiramente».

O testemunho é do realizador Wim Wenders e o ator sobre o qual fala não é uma estrela qualquer, mas o próprio papa. Francisco é, com efeito, o protagonista de "Le Pape François - Un homme de parole", documentário do cineasta alemão que vai ser exibido a 13 de maio na secção "Séance Spéciale" no Festival de Cannes.

«Nem nos meus sonhos mais ousados terei alguma vez imaginado rodar um filme sobre o papa», declarou Wim Wenders, que trabalhou dois anos, inclusive com encontros privados com Francisco para realizar a película, que estará nas salas de cinema dos EUA a 18 de maio.

«Quando recebi a carta com o convite para ir ao Vaticano para discutir a possibilidade de fazer um filme sobre o papa com o P. Dario Viganò [anterior responsável da Secretaria para a Comunicação da Santa Sé], primeiro respirei fundo, depois dei uma volta ao palácio, refere o cineasta à página Vatican News.

«Dei-me conta de que um projeto deste género comportava uma grandíssima responsabilidade» e, ao mesmo tempo, era uma missão «totalmente diferente de qualquer filme feito até então.»

O P. Dario deu «carta branca» ao cineasta, oferecendo-lhe a oportunidade de decidir de acordo com o que tinha projetado. O Vaticano não interferiria e abriria os seus arquivos. «Eu disse que sim, claro.»

No centro do documentário de 1h36 coproduzido pelo Vaticano está um longo diálogo com o papa sobre a morte, a justiça social, a imigração, a ecologia, a desigualdade, o materialismo e o papel da família.

Francisco dirige-se diretamente ao espectador, estabelecendo um relacionamento íntimo com quem o observa e com as pessoas que encontra.

Não faltam os momentos de recolhimento; o "trailer" que abaixo apresentamos termina com imagens da oração a 12 de maio de 2017, na capelinha das Aparições, diante da imagem de Nossa Senhora de Fátima, no meio de um imenso mar de velas acesas.

O filme apresenta também imagens de arquivo que mostram o papa em momentos significativos das suas viagens: nas Nações Unidas e no Congresso dos EUA, a emoção no "Ground Zero" de Nova Iorque e Yad Vashem, o Centro Mundial de Memória do Holocausto em Jerusalém, assim como com reclusos e refugiados.









 

ANSA / Huffington Post
Trad. / edição: SNPC
Imagem: Póster (det.)
Publicado em 09.05.2018

 

 
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Mais Cultura
Vídeos