Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

Papa Francisco no Chile e Peru: Os locais mais significativos da visita

O papa está neste momento a sobrevoar o centro do Brasil, no decurso da 22.ª viagem internacional do seu pontificado, que ao longo de cerca de quase 12 mil km, a percorrer em 14h10, o conduz desde Roma até à capital do Chile, que com o Peru são os países que visita até 22 de janeiro.

A bordo do avião, onde distribuiu aos jornalistas o postal com a fotografia de uma criança que leva às costas o corpo do irmão mais pequeno, morto no ataque atómico dos EUA a Nagasáqui, em 1945, Francisco revelou ter «medo» de um conflito nuclear (cf. Artigos relacionados).

«Estamos no limite, basta um incidente. Não se pode fazer precipitar a situação. Temos de destruir os armamentos nucleares», afirmou, depois de justificar a impressão da fotografia: «Uma imagem comove mais do que mil palavras».

Após a chegada ao aeroporto de Santiago, prevista para as 19h05-19h10 locais (mais três horas em Portugal continental), cerca de 60 minutos antes da hora avançada no programa oficial, Francisco desloca-se em veículo fechado à paróquia de San Luís Beltran, onde rezará junto ao túmulo de D. Enrique Alvear Urrutia (1916-1982), conhecido como “bispo dos pobres”.

A seguir, o papa dirige-se, no mesmo automóvel, para o centro de Santiago, onde passará pela primeira vez para o papamóvel, percorrendo algumas das principais avenidas da cidade em direção à nunciatura apostólica.

Apresentamos alguns dos locais mais significativos da visita do papa aos dois países.



Imagem D.R.

Santiago, Palacio de La Moneda
Dia 16

Sede do poder executivo. Levou 21 anos a construir e foi inaugurado em 1805. Foi a “Casa da Moeda” até 1846, quando se converteu na residência do presidente.




Imagem D.R.

Santiago, parque O’Higgins
Dia 16, missa

Maior área verde de Santiago, com 74 hectares. Inaugurado em 1873.




Imagem D.R.

Santiago, catedral
Dia 16, encontro com padres, religiosos, religiosas, consagrados, seminaristas e bispos

Dedicada à Assunção da Virgem Maria. A primeira igreja remonta à segunda metade do séc. XVI. A matriz do edifício atual data de 1873, cerca de 80 anos após ter sido iniciado. No fim do séc. XIX decorrem alterações que transformam a catedral no que é hoje, com a dedicação a ocorrer em 1909.




Imagem D.R.

Santiago, santuário de S. Alberto Hurtado, SJ
Dia 16, visita privada, encontro privado com padres da Companhia de Jesus e encontro com 400 pessoas que sofrem várias formas de exclusão económica e social

É um dos grandes “mestres de misericórdia” latino-americanos. O jesuíta Alberto Hurtado dedicou a vida, no início do séc. XX, a servir Deus no pobre. A estrutura, situada na zona da estação central da capital, inclui três espaços: a paróquia, um centro de acolhimento para excluídos e, ao centro, como que a uni-los, o santuário, construído em 1995.




Imagem D.R.

Temuco
Dia 17, encontro com a comunidade mapuche

Temuco é o coração da Araucanía, na Patagónia chilena, região em que vive uma alta concentração de nativos, os mapuches, 1,6 milhões de habitantes que constituem cerca de 10% da população do país. Pablo Neruda passou a infância entre eles e Gabriela Mistral, Nobel da Literatura em 1945, ensinou na escola que hoje tem o seu nome. Esperam-se 400 mil pessoas para a missa a celebrar no aeroporto de Maquehue. Um momento importante da celebração será a “rogativa mapuche”, oração proferida por 23 representantes da comunidade, segundo o seu estilo.




Imagem D.R.

Santiago, santuário de Maipú
Dia 17, encontro com os jovens

Santuário da “Virgen del Carmen", padroeira dos exércitos do Chile. Erigido na sequência de uma batalha. A primeira pedra foi colocada em 1818 e a construção terminou em 1887. A 8 de dezembro de 1942, na sequência de um Cingresso Mariano, os bispos chilenos decidiram «converter o modesto templo de Maipú num grandioso santuário votivo da pátria agradecida à sua celestial padroeira». A bênção da primeira pedra realizou-se em 1944 e a dedicação litúrgica ocorreu em 1974.




Imagem D.R.

Santiago, Pontifícia Universidade Católica do Chile
Dia 17, visita

Fundada em 1888. Obteve a denominação de “Pontifícia” e “Católica” após a fundação da Faculdade de Teologia, em 1935. Possui cerca de 20 faculdades, como Agronomia, Arquitetura, Artes, Ciências Biológicas, Ciências Económicas, Ciências da Comunicação, Direito, Educação, Filosofia, Engenharia, Matemática, Medicina e Química.




Imagem D.R.

Iquique
Dia 18, missa

A dança é a forma peculiar como se exprime a religiosidade do norte do Chile. Bailar pela Virgem de Tirana durante a missa e as principais celebrações é grande homenagem e ato de fé. Iquique fica no meio do deserto mais árido do mundo, ponto de passagem para os emigrantes que de vários pontos da América Latina se dirigem ao Chile à procura de trabalho e melhores condições de vida. A missa será celebrada na praia de Lobito. A imagem da Virgem de Tirana saiu do santuário e estará no altar, sendo coroada no início da missa.




Imagem D.R.

Puerto Maldonado, Peru
Dia 19, encontro com povos da Amazónia, encontro com a população, visita às crianças do Lar Principito

Porta da Amazónia peruana, mas também epicentro da região Madre de Diós, onde a floresta foi exterminada pela recolha incontrolada de recursos mineiros que ameaçaram o equilíbrio natural e social sem produzir riqueza para os locais. O papa estará com seis mil representes dos cerca de 300 povos amazónicos, vindos do Peru à Bolívia, do Brasil ao Equador. No final, Francisco almoça com 15 líderes das comunidades. Uma mensagem no seguimento da encíclica “Laudato si’”. Após a refeição, o papa voa para a capital peruana, Lima, onde, no aeroporto, cumprimenta autoridades locais.




Imagem D.R.

Lima, igreja de S. Pedro
Dia 19, encontro privado com membros da Companhia de Jesus

Edificada pelos Jesuítas a partir do séc. XVI, é uma das igrejas mais importantes da capital. A terceira versão do edificado, a atual, foi dedicada em 1638. A construção sólida tem-na poupado dos sismos que abalam a cidade.




Imagem D.R.

Trujillo, bairro de Buenos Aires
Dia 20

É um dos bairros mais pobres da cidade e é considerado o que mais sofreu as consequências das alterações climáticas. Os 30 mil residentes foram duramente provados em março devido às inundações causadas pelo El Niño, em resultado do aumento de temperatura do oceano Pacífico. Três mil famílias perderam a casa, mais de 11 mil foram afetadas. No sábado, véspera dos 75 anos da fundação, a população acolherá o papa. No termo da missa no litoral de Huanchaco, o pontífice percorrerá a Avenida Libertad, que assumirá o nome “Papa Francisco”, e chegará até à praça principal para um encontro com a população.




Imagem D.R.

Trujillo, catedral
Dia 20, visita

Visita breve à catedral de Santa Maria, terminada em 1666, depois de dois sismos terem destruído as duas primeiras igrejas. Teve várias alterações no início do séc. XX. É basílica desde 1967.




Imagem D.R.

Lima, santuário do Senhor dos Milagres (Las Nazarenas)
Dia 21, oração da Liturgia das Horas com religiosas de vida contemplativa

Contém a “arca da fé” do povo peruano, guardando a imagem do Senhor dos Milagres. Crê-se que a imagem foi pintada no séc. XVII por um escravo de origem angolana. A festa do Senhor dos Milagres é considerada a principal do Peru. A devoção à imagem foi desencadeada na sequência de um sismo que abalou Lima em 1655, tendo causado significativas perdas humanas e materiais; todavia, a representação de Cristo, pintada numa parede, resistiu ao terramoto. A imagem está à guarda da Madres Carmelitas Descalças Nazarenas.




Imagem D.R.

Lima, catedral
Dia 21, Oração diante das relíquias dos santos peruanos

É a maior igreja do país. A primeira foi dedicada em 1540. O crescimento da importância de Lima estimulou a construção de um novo templo e es sucessivos sismos que atingiram a cidade obrigaram a várias reconstruções e alterações ao longo dos séculos.




 

Lucia Capuzzi
In Avvenire
Trad. / edição: SNPC
Imagem: Santiago, Chile | David Ionut/Bigstock.com
Publicado em 15.01.2018

 

 

 
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Mais Cultura
Vídeos