Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

Papa Francisco: Celebrar o 81.º aniversário com filmes e documentários

Papa Francisco: Celebrar o 81.º aniversário com filmes e documentários

Imagem Papa Francisco | Polifoto/Bigstock.com

Depois de ter celebrado, no dia 13, o 48.º aniversário da sua ordenação sacerdotal, o papa Francisco assinala este domingo, 17 de dezembro, 81 anos.

Se os nossos leitores não tiverem a oportunidade de lhe dar pessoalmente os parabéns, poderão deixar uma mensagem no fim deste artigo, inspirados pelas suas palavras ou então pelas adaptações cinematográficas e televisivas produzidas nestes menos de quatro anos após a eleição (13 de março de 2013).

A necessidade de conhecer Francisco e a sua vida antes de ser papa levou a que produtoras internacionais realizassem documentários, filmes e séries de televisão. Sete meses após a eleição “Francisco: o papa do Novo Mundo” quis dar resposta às perguntas que se colocavam sobre ele.

Durante 51 minutos o documentário gravado na Argentina e produzido pela Sociedade Católica Cavaleiros de Colombo narra detalhes da sua vida através de entrevistas a amigos de infância, padres e outras pessoas próximas dele durante o seu trabalho pastoral em Buenos Aires e Córdoba.

A obra mostra um homem simples que procura levar a mensagem de Cristo a todos. Nas palavras do P. José Maria di Paola, o papa baseia o seu serviço na ajuda aos mais necessitados.









Estreado em maio de 2013, “O papa das Américas”, do canal Discovery, traça o perfil de Francisco através de entrevistas, entre as quais se destaca a realizada à sua irmã menor, Maria Elena Bergoglio, que conta episódios da sua infância que marcaram o seu caminho pastoral.









O canal História também dedicou a Francisco um documentário, intitulado “O papa do fim do mundo”, aludindo à primeira mensagem de Francisco após ser eleito. O filme menciona também a relação do papa com as profecias de Malaquias que falam sobre o final dos tempos e a chegada do pontífice.









No cinema, a película “Francisco: o padre Jorge”, estreada em 2015 e protagonizada por Darío Grandinetti, procura sintetizar a vida de Jorge Mário Bergoglio em 90 minutos.









Em maio, mês da visita de Francisco a Fátima, estreou em Portugal o filme “Francisco – O papa do povo”: «Nos seus anos de juventude, Jorge é um rapaz como tantos outros, com uma namorada, vários amigos e uma inspiradora Professora de Química, Esther Ballestrino. Tudo muda, no entanto, quando Bergoglio descobre a sua vocação e entra na rigorosa Ordem Jesuíta».









O filme chegou também à televisão: “Chama-me Francisco” é um título da Netflix, disponível a partir deste mês, que em quatro capítulos narra a história do papa desde a juventude até à eleição pontifícia.









É natural que nos próximos anos Francisco continue a ser inspiração de outros projetos audiovisuais. O portal Deadline anunciou que ator Jonathan Pryce, de “A guerra dos tronos”, será o protagonista do filme “O papa”, a distribuir pela Netflix, que narra a história de Bergoglio desde a renúncia de Bento XVI.






 

In "Religión Digital"
Trad. / edição: SNPC
Publicado em 17.12.2017

 

 
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Mais Cultura
Vídeos