Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

«Sinal da vitória da cultura do encontro, do diálogo»: Papa elogia aproximação entre Cuba e EUA

Imagem Papa Francisco e Raúl Castro | Aeroporto Internacional de Havana, Cuba | 19.9.2015 | © Lusa

«Sinal da vitória da cultura do encontro, do diálogo»: Papa elogia aproximação entre Cuba e EUA

O papa afirmou hoje, em Havana, que «o processo de normalização das relações entre dois povos» [EUA e Cuba], após anos de afastamento», constitui «um sinal da vitória da cultura do encontro, do diálogo».

As palavras de Francisco foram proferidas no aeroporto internacional da capital cubana, no primeiro discurso da viagem que percorrerá na ilha caribenha até terça-feira, e depois aos EUA, com regresso ao Vaticano no dia 28, poucos dias antes do início do Sínodo sobre a Família.

Perante o presidente cubano, Raúl Castro, a quem pediu para dirigir «sentimentos de especial consideração e respeito» ao irmão, Fidel Castro, Francisco citou o poeta e jornalista José Martí, herói cubano do séc. XIX, comummente denominado "apóstolo da revolução cubana", que lutou e morreu pela independência do país.

«A sua [Cuba] vocação natural é ser ponto de encontro para que todos os povos se reúnam na amizade, como sonhou José Martí, "mais além da língua dos istmos e da barreira dos mares", sublinhou o papa.

Francisco recordou que a sua viagem «coincide com o primeiro centenário da declaração da Virgem da Caridade do Cobre como Padroeira de Cuba»: «Foram os veteranos da Guerra da Independência que, movidos por sentimentos de fé e patriotismo, pediram que a Virgem mambisa [cubana] fosse a padroeira de Cuba enquanto nação livre e soberana».

«Desde então, ela acompanhou a história do povo cubano, sustentando a esperança que preserva a dignidade das pessoas nas situações mais difíceis e defendendo a promoção de tudo o que dignifica o ser humano. A sua devoção crescente é um testemunho visível da presença da Virgem Maria na alma do povo cubano», afirmou.

Depois de assinalar que irá, como «peregrino», ao Santuário do Cobre, o papa mencionou a aproximação entre Cuba e os EUA, tendo encorajado os responsáveis políticos a prosseguir esse caminho «e a desenvolver todas as suas potencialidades, como prova do alto serviço que são chamados a prestar em favor da paz e do bem-estar dos seus povos, de toda a América, e como exemplo de reconciliação para o mundo inteiro».

Em 2015 assinala-se o 80.º aniversário do estabelecimento de relações diplomáticas entre a República de Cuba e a Santa Sé.

 

Chegada a Havava e saudação - Havana, 19.9.2015 (diferido)

 




 

Visita do papa Francisco a Cuba e EUA : transmissão em direto

 




 

Rui Jorge Martins
Publicado em 27.09.2015

 

 

 
Imagem Papa Francisco e Raúl Castro | Aeroporto Internacional de Havana, Cuba | 19.9.2015 | © Lusa
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Evangelho
Vídeos