Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

Papa Francisco abençoa novo Museu da Bíblia

Papa Francisco abençoa novo Museu da Bíblia

Imagem Manuscrito do "Codex Vaticanus" | Museu da Bíblia, Washington, D.C., EUA | D.R.

O papa Francisco enviou a sua bênção ao Museu da Bíblia, em Washington, D.C., capital dos EUA, inaugurado esta sexta-feira, como anunciou ontem o Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura.

O secretário de Estado do Vaticano, cardeal Pietro Parolin, que visitou a cidade no início da semana, foi o transmissor da bênção papal, entregue pelo cardeal Donald Wuerl, arcebispo de Washington, revela a página “Crux”.

«É sua esperança fervorosa que esta significativa instituição cultural, através das suas extensivas coleções e exposições, promova um melhor conhecimento não só da história rica e complexa dos textos bíblicos, mas também do poder duradouro da sua mensagem para inspirar e configurar as vidas de pessoas de povos de todos os tempos e lugares», escreveu Parolin.

O papa está convicto de que «aqueles que reverenciam as Sagradas Escrituras como Palavra de Deus encontrarão aqui [no museu] alimento para a sua fé, enquanto muitos outros serão introduzidos num capítulo fascinante e vital da história espiritual da família humana», sublinhou o responsável.

«O papa Francisco confia igualmente que o compromisso do museu com investigadores de várias tradições ajudará a avançar a compreensão inter-religiosa e a cooperação na comunicação do ensinamento da Bíblia de que todos os homens e mulheres são feitos à imagem de Deus e são chamados a juntarem-se para configurar um mundo mais justo e reconciliado», acrescentou Parolin.

Depois de ler a mensagem do secretário de Estado, o cardeal Wuerl propôs uma oração para a abertura do museu: «Pedimos-te que abençoes todos os que visitam o museu e que os seus ouvidos, corações e mentes se abram às boas novas que se derramam das páginas da Bíblia Sagrada».

O Museu da Bíblia, projeto de 420 milhões de euros promovido pelo cristão evangélico Steve Green, é considerado uma das mais antecipadas instituições museológicas a abrir na capital nas últimas décadas.

Em 2011 o museu teve a sua estreia pública num evento realizado na nunciatura do Vaticano em Washington que juntou membros do Governo, investigadores, líderes religiosos e potenciais mecenas.

Os 40 mil m2 do espaço incluem peças emprestadas pelos Museus do Vaticano e pela sua Biblioteca, como um manuscrito “Codex Vaticanus”, do séc. XIII, bem como pela Autoridade de Antiguidades de Israel.

Além dos painéis interativos, estão expostos mais de 500 artefactos históricos. Os curadores estimam que para ver a exposição integralmente os visitantes precisariam de nove dias, cada qual com oito horas de duração.



 

SNPC
Fonte: "Crux"
Publicado em 18.11.2017

 

 

 
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Mais Cultura
Vídeos