Observatório da Cultura
Paisagens
Pedras angulares A teologia visual da belezaQuem somosIgreja e CulturaPastoral da Cultura em movimentoImpressão digitalVemos, ouvimos e lemosPerspetivasConcílio Vaticano II - 50 anosPapa FranciscoBrevesAgenda VídeosLigaçõesArquivo

Igreja e Cultura

Separação entre Igreja e Cultura é «perda para os dois lados»

O que é mais importante (criar, manter, repensar) na relação da Igreja com a Cultura?

A relação entre a Igreja e a Cultura tem uma longa e rica história. Contudo, no presente há uma separação que me parece uma perda para os dois lados. A cultura contemporânea está impregnada por uma espiritualidade profunda e a Igreja, na maior parte dos casos, está afastada das manifestações culturais de mais vanguarda. Penso que um repensar desta ligação através de projetos que podem ser pontuais ou mais a longo prazo seria um desafio muito enriquecedor.

Projetos como o que o Padre Tolentino Mendonça desenvolveu para a Capela do Rato, em conjunto com um grupo de leigos dessa comunidade, intitulado “Diálogos entre a Arte Contemporânea e o Sagrado” são, a meu ver, um exemplo extraordinário de como restabelecer essa ligação, de como a fortificar e de como ambos podem dialogar e se completar mutuamente.

 

Este depoimento integra a edição de novembro de 2011 do "Observatório da Cultura" (n.º 16). Leia mais respostas à pergunta.

 

Filipa Oliveira
Curadora de Artes Visuais
© SNPC | 10.11.11

Foto
Capela Árvore da Vida
Foto: Nelson Garrido

 

Ligações e contactos

 

 

Página anteriorTopo da página

 


 

Receba por e-mail as novidades do site da Pastoral da Cultura


Siga-nos no Facebook

 


 

 


 

 

Secções do site


 

Procurar e encontrar


 

 

Página anteriorTopo da página