Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

Junto ao presépio: Para que o Natal permaneça

Junto ao presépio: Para que o Natal permaneça

Imagem Nuno Mota, Marília Afonso | Paróquia de S. Tomás de Aquino, Lisboa | D.R.



Imagem Nuno Mota, Marília Afonso | Paróquia de S. Tomás de Aquino, Lisboa | D.R.



Imagem Nuno Mota, Marília Afonso | Paróquia de S. Tomás de Aquino, Lisboa | D.R.

Porque estamos aqui ao lado do presépio? Que coisa nos une uns aos outros neste carrossel de eternas crianças junto ao Menino divino que nasce? Que coisa é que nos aproxima, ano após outro, a esta memória, a estes ritos que já conhecemos, mas que sentimos não nos terem ainda dito tudo que nos têm a dizer? Que coisa é este mistério, e o que é que gera hoje na nossa vida?



Imagem Nuno Mota, Marília Afonso | Paróquia de S. Tomás de Aquino, Lisboa | D.R.



Imagem Nuno Mota, Marília Afonso | Paróquia de S. Tomás de Aquino, Lisboa | D.R.



Imagem Nuno Mota, Marília Afonso | Paróquia de S. Tomás de Aquino, Lisboa | D.R.

A única válida razão para estar aqui é a seguinte: precisamos de um Salvador. A nossa vida, a experiência que fazemos da nossa vida, a qualquer idade, é esta: cada um de nós necessita de ser salvo. Porque de outro modo a nossa vida é uma incompletude, uma inquietação e nada mais, uma pergunta órfã de resposta. E a nossa vida é um bater a uma porta que permanece fechada, o grito a um céu que não se abre, uma travessia na noite sem esperança de aurora.



Imagem Nuno Mota, Marília Afonso | Paróquia de S. Tomás de Aquino, Lisboa | D.R.



Imagem Nuno Mota, Marília Afonso | Paróquia de S. Tomás de Aquino, Lisboa | D.R.




Estamos junto ao presépio, corremos para ele como os pastores e os magos porque Deus nos deu um Salvador. Este Salvador chamado Jesus, que toma a nossa carne, que abraça a nossa condição, que vive a partir do nosso sangue e da nossa alma, que mete os pés nesta terra, que com ela vibra e sofre, que viverá por sua vez uma existência ferida. Que vem salvar-nos.



 

José Tolentino Mendonça
In "Avvenire"
Trad. / fotografia: Rui Jorge Martins
Publicado em 09.01.2017

 

 
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Evangelho
Vídeos