Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

Jornal do Vaticano evoca Dolores O’Riordan, da banda The Cranberries, «voz da Irlanda»

O jornal da Santa Sé evoca na edição desta quarta-feira, publicada hoje, Dolores O’Riordan, a cantora, autora e guitarrista da banda irlandesa The Cranberries, que morreu esta segunda-feira, em Londres, «com apenas 46 anos».

«Para quem cresceu acompanhado pelo sanguinário conflito na Irlanda do Norte», a artista «era a voz de um povo abalado pela violência», lê-se numa breve coluna de L’Osservatore Romano.

Dolores, que nasceu em Limerick e cresceu em Ballybricken, «era a última de sete filhas de uma família católica», tendo entrado no grupo em 1990, em substituição da cantora anterior, respondendo ao anúncio num jornal local».

No artigo, intitulado “Voz da Irlanda”, o jornal sublinha que a vocalista, de saúde atormentada e débil, era «ligadíssima à mãe e, por seu lado, mãe de três filhos».

A musicista «distinguiu-se pela sua voz: inconfundível mas dúctil, capaz – como poucas – de passar do grito de dor da denúncia à delicadeza sussurrada de uma canção de embalar».

«Notáveis são também os seus textos, fortes e poéticos, demasiadas vezes abafadas por “hits” de enorme sucesso. Mas talvez também isto significa ser dos grandes: adorados pelo público mas dispostos – a quem tenha a paciência de prestar verdadeira atenção – a fazer refletir. E a comover», conclui o artigo.









 

SNPC
Fonte: L'Osservatore Romano
Imagem: Dolores O’Riordan | D.R.
Publicado em 16.01.2018

 

 
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Mais Cultura
Vídeos