Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

Jornadas teológicas leem Dostóievski, Kafka, Hemingway, Nemésio, Virgílio Ferreira e lançam revista de cultura e teologia

Escritores como Dostóievski, Kafka, Ernst Hemingway, Vitorino Nemésio e Virgílio Ferreira serão (re)lidos durante as II Jornadas de Teologia que o Seminário Episcopal de Angra organiza a partir da próxima terça-feira.

A iniciativa, subordinada ao tema “Deus na pena dos Homens. Diálogo entre Literatura e Teologia”, permite abordar algo muito profundo e conatural à natureza humana, que não é inédito, nem se pode esgotar», sublinha o reitor do Seminário açoriano em nota enviada hoje ao Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura.

«Fica o desafio para quem quiser ousar falar de Deus, do transcendente, através de vários espaços literários. Será um espaço de debate acerca do sentido artístico, cuja beleza e unicidade se torna eterna, e por isso, transcende o génio de quem escreve», acrescenta o P. Hélder Alexandre.  

Até 1 de março, professores e investigadores na área da Literatura, como Onésimo Teotónio de Almeida, analisam a presença de Deus no pensamento e na obra de autores da literatura mundial

As jornadas começam às 20h00 do dia 27, com a intervenção de D. João Lavrador, bispo de Angra e presidente da Comissão Episcopal da Cultura, Bens Culturais e Comunicações Sociais, na qual se insere o Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura. A sessão de abertura prossegue com a saudação do reitor do Seminário e o lançamento da revista Fórum Teológico XXI, por Sérgio Toste.

“Dizer o inefável: literatura e teologia negativa” (Osvaldo Silvestre, Universidade de Coimbra) e “Literatura açoriana - algumas questões éticas I” (Onésimo Teotónio de Almeida, Brown University) são os temas e convidados da primeira sessão.

A 28 de fevereiro Urbano Bettencourt (Universidade dos Açores) fala sobre “Vitorino Nemésio - o peixe eterno e a alma encardida” e Onésimo Teotónio de Almeida retoma, numa segunda parte, a conferência do dia anterior.

O último dia é consagrado aos ensaios “Vergílio Ferreira: o Deus que (lhe) morreu” (Rosa Goulart, Universidade dos Açores) e “Fé e Literatura: três ensaios sobre a esperança” (José Júlio Rocha, Seminário de Angra). Os trabalhos terminam com um momento musical, interpretado pela Academia de São Tomás de Aquino.

 

Fórum Teológico XXI

A revista anual Fórum Teológico XXI pretende ser «um espaço de cultura, diálogo e formação, especialmente enquadrada no contexto açoriano e marcada pela reflexão teológica».

A publicação «pretende ser um espaço de confluência de ideias, perspetivas, questões, marcadas pelo elemento sacro e pela abordagem teológica e pastoral», assumindo-se como «um espaço de liberdade de pensamento na relação cultural entre Igreja e sociedade, no respeito pela mais alta tradição cristã», refere o reitor, também diretor editorial, na nota de abertura.

«Trata-se de um espaço privilegiado de produção da formação especificamente sacerdotal, tradicionalmente filosófica e teológica» que procurará refletir a «açorianidade» da Igreja, contribuindo para a «interpretação de uma gramática teológica própria».

O primeiro número, que reúne as intervenções das Jornadas Teológicas Cristianismo e Cultura, promovidas pelo Seminário de Angra em março de 2017, inclui textos de D. João Lavrador (“Fé e cultura: da rutura ao diálogo”) e José Carlos Seabra Pereira, diretor do Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura (“Relatividade artístico-cultural e responsabilidade pastoral”).

A edição é igualmente composta pelos artigos “Luz e sombras dos murmúrios da razão” (Brandão da Luz), “O Capitalismo e a Doutrina Social da Igreja” (Nuno Ornelas Martins), “Moral Ética Cristã e ordem jurídica civil na sociedade pluralista. A vida e a liberdade em conflito?” (Jorge Teixeira da Cunha) e “Moral cristã e pós-verdade” (José Júlio Rocha).

Os estudos sobre eclesiologia e piedade popular (Jorge Ferreira), a disciplina de Educação Moral e Religiosa Católica (Sérgio Toste) e a conservação dos retábulos da igreja da Conceição, em Angra do Heroísmo (Jacob Vasconcelos) completam o número.



 

SNPC
Imagem: Dostoiévski
Publicado em 23.02.2018

 

 

 
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Mais Cultura
Vídeos