Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

Jornada Nacional da Pastoral da Cultura debate implicações com Economia

Imagem Slogan's (det.) | Emília Nadal | 1979 | Col. Secretaria de Estado da Cultura, em depósito na Fundação de Serralves - Museu de Arte Contemporânea, Porto | D.R.

Jornada Nacional da Pastoral da Cultura debate implicações com Economia

Os vínculos e implicações que resultam dos múltiplos cruzamentos entre Cultura e Economia serão o tema da 12.ª Jornada Nacional da Pastoral da Cultura, que decorre a 4 de junho, em Fátima.

O anúncio foi feito hoje por José Carlos Seabra Pereira, presidente do Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura (SNPC), que organiza a iniciativa, durante o Encontro Nacional de Referentes realizado em Fátima.

Para o bispo D. Pio Alves de Sousa, presidente da Comissão Episcopal da Cultura, Bens Culturais e Comunicações Sociais, estrutura responsável pelo SNPC, a questão tem hoje «enorme atualidade».

O tema esteve entre os que foram sugeridos aos bispos de Portugal em setembro, durante a reunião com o presidente do Conselho Pontifício da Cultura, o cardeal italiano Gianfranco Ravasi, realizada no contexto da visita "ad limina" do episcopado ao Vaticano.

D. Pio Alves considera que é positiva a descoberta da cultura enquanto «factor cada vez mais valorizador da economia», mas realçou que aquela «não deve ter somente o objetivo financeiro», caso contrário corre-se o risco de se investir exclusivamente «em atividades culturais por causa do dinheiro».

«Um país cresce, quando dialogam de modo construtivo as suas diversas riquezas culturais: a cultura popular, a cultura universitária, a cultura juvenil, a cultura artística e a cultura tecnológica, a cultura económica e a cultura da família, e a cultura dos meios de comunicação social», vincou o papa Francisco em 2013, aquando da visita ao Brasil.

Em maio de 2013 o Conselho Pontifício da Cultura organizou, em parceria com as embaixadas da Costa Rica e de Inglaterra na Santa Sé, o simpósio "Bem-estar da sociedade: a felicidade como medida da economia? Uma perspetiva cultural".

«Os grandes operadores de "Wall Street" não têm nenhuma sensibilidade humana e qualidade ética. Para eles a economia é somente uma técnica fria que se apoia mais na virtualidade do que na realidade», conceção que «leva pessoas à morte e países inteiros ao desespero», declarou na ocasião o cardeal Ravasi.

Em dezembro do mesmo ano o tema da gratuidade na economia esteve no centro de um encontro do Átrio dos Gentios, plataforma da Igreja católica para o diálogo entre crentes e não crentes, que decorreu na embaixada de Itália na Santa Sé.

A Jornada Nacional da Pastoral da Cultura, marcada para a casa Domus Carmeli, vai realizar-se pela primeira vez a um sábado.

 

Rui Jorge Martins
Publicado em 05.03.2016

 

 
Imagem Slogan's (det.) | Emília Nadal | 1979 | Col. Secretaria de Estado da Cultura, em depósito na Fundação de Serralves - Museu de Arte Contemporânea, Porto | D.R.
«Um país cresce, quando dialogam de modo construtivo as suas diversas riquezas culturais: a cultura popular, a cultura universitária, a cultura juvenil, a cultura artística e a cultura tecnológica, a cultura económica e a cultura da família, e a cultura dos meios de comunicação social»
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Evangelho
Vídeos