Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

Igreja católica distingue realizador Martin Scorsese

Igreja católica distingue realizador Martin Scorsese

Imagem Martin Scorsese | D.R.

O realizador Martin Scorsese vai receber o prémio "Excelência Cinematográfica", que é atribuído pela primeira vez pela Associação Católica de Imprensa da América do Norte e pela SIGNIS, Associação Católica Mundial para a Comunicação.

A entrega da distinção ocorrerá a 21 de junho, na cidade de Quebec, Canadá, durante o congresso mundial da SIGNIS, dedicado ao tema "Meios para uma cultura de paz".

O cineasta norte-americano, filho de imigrantes italianos, «realizou películas que são genuínas reflexões sobre a natureza humana, o mistério do mal e as dimensões mais transcendentes da vida, como o amor e o sacrifício», justificam os responsáveis pelos organismos que atribuem o prémio.

Scorsese proferirá, durante o congresso, uma conferência no final da projeção da sua mais recente película, "Silêncio", baseada no romance de Shūsaku Endō sobre os mártires missionários jesuítas, entre os quais portugueses, que evangelizaram o Japão durante o século XVII.

«O prémio "Excelência Cinematográfica" celebra uma vida oferecida ao cinema, no caso de Scorsese as suas mais de cinco décadas de constante exercício fílmico, e reafirma o compromisso de diálogo, plural, multicultural, espiritual e artístico com que os membros da SIGNIS veem e refletem sobre a sétima arte», refere o organismo.

A SIGNIS considera que o realizador de «filmes icónicos como "Taxi driver", "O touro enraivecido" e "Tudo bons rapazes" construiu uma das filmografias mais reconhecidas pela crítica na história da cinematografia mundial».

"Comunicando esperança", "Narrativas no ecrã: Encontrar Deus em todas as coisas e filmá-las em 4K", "Novas estratégias de financiamento e comercialização", "Ressurgimento da espiritualidade e religião na era digital", "Música e esperança" e "Comunicar fé e esperança em tempos de crise" são alguns dos temas propostos para os painéis.

As conferências debaterão igualmente questões como a "Formação na fé, na arte de contar histórias e nas redes sociais", "Construir esperança num mundo multicultural e multirreligioso", "O jornalismo em sociedades divididas", "A nova geração de comunicadores católicos: esperanças e desafios" e "A arte de ser humano num meio digital".

Durante o congresso será também conhecido o vencedor do concurso "#iSeeHope" (Vejo esperança), para obras em vídeo realizadas por «novos talentos»

Fundada em novembro de 2001, a SIGNIS, que em Portugal é representada pelo Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura, resulta da fusão de duas organizações católicas criadas em 1928, uma para a rádio e televisão e outra para o cinema e meios audiovisuais.

As atividades da SIGNIS abarcam todos os campos da criação audiovisual: a promoção de filmes e programas de televisão, com júris em alguns dos mais importantes festivais internacionais, criação, produção e distribuição de programas de rádio, televisão e vídeo, construção de estúdios de rádio, formação e fomento do uso dos novos meios de comunicação, entre outras finalidades.



 

SNPC
Fonte: SIGNIS
Publicado em 09.06.2017

 

 
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Mais Cultura
Vídeos