Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

Festival de cinema procura novas perspetivas e ações concretas de combate à pobreza

O “Finding Vince 400”, festival internacional de cinema inspirado por S. Vicente de Paulo, vai ser apresentado no 75.º Festival de Veneza, que começa esta quarta-feira, na sequência do lançamento realizado o ano passado, em Roma.

A iniciativa, cuja fase final decorre no território vaticano de Castel Gandolfo, próximo de Roma, entre 18 e 21 de outubro, recolheu até agora mais de três mil trabalhos de 109 países, visando desenvolver o tema da globalização e da caridade.

«O coração da espiritualidade do festival consiste em descobrir Jesus na outra pessoa», explicou o superior geral da Congregação da Missão, fundada em 1625 e formada por padres e religiosos, também conhecidos por Vicentinos.

«Foi isto que fez Vicente, que experimentou pobreza espiritual e material, e esse foi o início da sua conversão: Deus estava a pedir-lhe uma missão concreta, a ajuda aos pobres», acrescenta o P. Tomaz Mavric.

O festival, que será revelado em conferência de imprensa no domingo, conta com uma secção reservada às curtas e longas-metragens, outra reservada aos participantes com menos de 18 anos e aberta a múltiplas expressões, como texto, poesia, imagem, escultura ou música, e ainda outra para guiões.

A organização procura uma arte que inspire o serviço direto aos pobres, e o objetivo do concurso é reunir uma comunidade de artistas que tenham ideias inspiradoras sobre como mudar a perspetiva sobre a pobreza.

O ator norte-americano Martin Sheen é a mais recente personalidade do meio artístico a apoiar o festival: em mensagem vídeo, recorda as intervenções que o atual pontífice tem proferido sobre o problema da pobreza.

«Desde o início de seu papado, o papa Francisco apelou a todos nós para nos envolvermos mais no serviço aos pobres», diz Sheen, que tem ligado a sua pertença católica ao ativismo político.

«Como o filme é a linguagem universal do nosso tempo, o objetivo do festival é aproveitar o poder do cinema para globalizar a caridade e reorientar a pobreza à maneira do que S. Vicente de Paulo fez há quatro séculos», assinala.

Impulsionado pelos 400 anos do nascimento do carisma de serviço aos pobres de S. Vicente de Paulo (1581-1660), o festival recebe candidaturas até 31 de agosto.


 

Rui Jorge Martins
Fontes: Vatican News, The Hollywood Reporter
Imagem: stockasso/Bigstock.com
Publicado em 28.08.2018

 

 

 
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Mais Cultura
Vídeos