Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

Faculdade de Teologia aposta na "formação avançada" e abre cursos "clássicos" a ouvintes externos

Imagem D.R.

Faculdade de Teologia aposta na "formação avançada" e abre cursos "clássicos" a ouvintes externos

A Faculdade de Teologia da Universidade Católica, que este ano assinala o 48.º aniversário, abre durante este mês de setembro as candidaturas para um conjunto diversificados de formações avançadas em domínios como a Bíblia, o pensamento social da Igreja e o Concílio Vaticano II.

 

Mateus, o evangelista do ano

Tendo em consideração que o Evangelho segundo Mateus será privilegiado nas leituras bíblicas das missas do próximo ano litúrgico, que começa a 27 de novembro, a Faculdade propõe o curso "Mateus - De publicano a discípulo de Jesus".

A formação, em regime presencial, realiza-se de 2 a 23 de novembro, das 18h30 às 20h30, na sede da universidade, em Lisboa. As inscrições começam a 15 de setembro e prolongam-se até à véspera do início do curso.

 

Jeremias e Ezequiel - A profecia em tempos de crise (rutura)

O 20.º módulo da formação avançada "História e cultura bíblica", coordenado por João Lourenço, diretor da Faculadade de Teologia, é dedicado ao tema "Jeremias e Ezequiel - A profecia em tempos de crise (rutura)".

No profeta Jeremias, a lecionação, em regime presencial, aborda, na primeira parte, "O tempo do profeta e fontes para o seu estudo; O livro dos Reis e outras fontes bíblicas. As etapas do seu tempo histórico: da vocação à morte de Josias; de 609 (aC) até ao fim do Reino de Judá".

"A pessoa do profeta. O que sabemos da pessoa de Jeremias. As marcas da identidade do profeta na sua obra. Algumas etapas do seu percurso profético" constituem os temas da segunda fase, antecedendo, no terceiro capítulo, a "apresentação do Livro de Jeremias: as partes mais significativas. O texto de Jeremias - Os géneros literários. As 'Confissões'".

A secção dedicada a Jeremias conclui-se com "Estudos dos textos mais representativos: a vocação, a carta aos exilados, a destruição do rolo" e, na quinta parte, "A teologia de Jeremias: a Palavra e a paixão do testemunho da fidelidade".

Sobre Ezequiel, a formação abre com o contexto histórico do seu tempo ("a tomada de Jerusalém pelo império de Babilónia. O império de Babilónia"), prossegue com "A deportação para a Babilónia e a vida do povo eleito na cidade cativeiro", e, na terceira parte, "O profeta Ezequiel: o que nos diz o livro acerca do seu autor; as etapas do percurso do profeta. O livro de Ezequiel: as grandes etapas da sua obra".

Nas três etapas finais, o programa inclui os temas "Leitura e estudo de alguns textos: a vocação do profeta; as teofanias e visões de Ezequiel", "A teologia de Ezequiel e o futuro do judaísmo no exílio e no pós­-exílio. Do desterro à esperança no regresso" e "Ezequiel e a 'reconstrução' do judaísmo pós-Babilónia".

Com sessões às quintas-feiras, das 18h15 às 19h45, em Lisboa, o curso começa a 29 de setembro e termina a 15 de dezembro, com as inscrições a decorrer entre 12 e 23 deste mês.

 

O mundo da Bíblia

Igualmente dirigido por João Lourenço, a formação pela internet ("e-learning") "O mundo da Bíblia" realiza-se de outubro a março, compreendendo quatro módulos: "A terra bíblica", "História bíblica I: de David ao Exílio", "História bíblica II: do Exílio ao tempo de Jesus" e " Judaísmo: instituições judaicas e hermenêuticas". As inscrições decorrem até 30 de setembro.

 

Concílio Vaticano II - 50 anos depois

O curso "Concílio Vaticano II - 50 anos depois", coordenado por Jerónimo Trigo, que decorre durante um ano letivo (outubro a julho), começa pelo módulo "Antecedentes e contexto", que passa em revista, em duas secções, o cenário eclesial, social e cultural anterior à convocação do Concílio, e que o terão influenciado, pelo menos parcialmente nos documentos de trabalho, nas discussões e nas conclusões.

A segunda etapa, "O Concílio como acontecimento", é composta por quatro itens: "Convocatória e organização", "As quatro sessões", "Agentes principais" e "Significado histórico, social, cultural e eclesial".

"Os documentos conciliares" constitui o tema que ocupa o terceiro módulo, que estudará, por um lado, os textos fundamentais ("constituições"), e, num segundo momento, os "decretos" e as "declarações".

A quarta e última parte da formação, "Temas e perspetivas", é a mais extensa, compreendendo cinco secções, a começar por "A Palavra de Deus para hoje", que reflete sobre os desafios e interpelações da Sagrada Escritura.

A segunda secção do módulo IV, "A Igreja", centra-se na "Sinodalidade", "A Igreja Povo de Deus", "Os leigos", "Os ministros ordenados", "Os consagrados", "O lugar da Virgem Maria na Igreja" e "O ecumenismo".

"Vivência e celebração da fé" mobiliza a terceira secção, que desenvolverá "A espiritualidade", "A liturgia" e "Os sacramentos", enquanto que a quarta parte se centra na "Pessoa humana", com ênfase na "Ética teológica", "A liberdade religiosa" e "A família e o matrimónio".

Na quinta e última secção do módulo, "Agentes na história", os conteúdos exploram "As realidades terrenas e a sua autonomia", "Os sinais dos tempos e o seu discernimento", "Questões sociais e políticas" e "A missionação".

 

Pensamento social cristão

Também a decorrer ao longo do ano letivo de 2016/17, o curso "Pensamento social cristão. Memória e projeto", com coordenação científica de José Manuel Pereira de Almeida, visa «proporcionar um itinerário de reflexão e estudo acerca do pensamento social cristão», «destacar os grandes marcos e temáticas da Doutrina Social da Igreja» e «contribuir para uma redescoberta da fé como compromisso com o projeto de Deus e a justiça social».

"Quando dizemos 'Pensamento Social Cristão' de que estamos a falar?", "Fundamentos bíblico-teológicos - Da lei aos profetas; Jesus e as primeiras comunidades" e "A atenção social da Igreja na História - Os cristãos e os problemas sociais" são os três primeiros módulos.

Os três capítulos seguintes, "Os 100 anos da doutrina social da Igreja - Da 'Rerum novarum' à 'Centesimus annus'", "Bento XVI - 'Caritas in veritate'; Francisco - 'Evangeli gaudium', 'Laudato si'" e "Bases e princípios da doutrina social da Igreja: desafios atuais ao compromisso social dos cristãos", concluem a formação.

 

Vantagens dos cursos pela internet

As diversas partes dos cursos (exceto "Mateus - De publicano a discípulo de Jesus" e "Jeremias e Ezequiel - A profecia em tempos de crise (rutura)", ambos em regime presencial, são apresentadas na internet em blocos disponibilizados gradualmente, seguindo um calendário definido pela Coordenação Pedagógica.

Os conteúdos estão acessíveis 24 horas por dia, 7 dias por semana, permitindo a cada estudante organizar o seu tempo de estudo.

O Gabinete de Apoio à Formação Avançada da Universidade Católica está ao serviço dos estudantes no que diz respeito às questões administrativas e instruções referentes à utilização da plataforma na internet, esclarecendo as dúvidas por correio eletrónico ou telefone, bem como através de uma sessão presencial no início de cada curso.

O acompanhamento pedagógico dos estudantes, que podem ser de qualquer local do país, é feito pela equipa coordenadora de cada curso, composta pelo seu diretor científico e pelo responsável pedagógico de todas as formações, Juan Ambrosio.

No início do ano, os estudantes devem escolher se desejam ser avaliados, modalidade reservada a pessoas com o mínimo do 12.º de escolaridade, e que implica a realização de trabalhos escritos.

Na modalidade de curso livre a avaliação não constitui requisito obrigatório, e os estudantes terão, da parte dos professores, a mesma atenção dedicada aos alunos sujeitos a provas e a uma nota final.

 

Escola de Ministérios

Em Braga, a Escola de Ministérios da Arquidiocese, integrada no núcleo local da Faculdade de Teologia, «reúne cursos de extensão universitária, não conferentes de grau académico, destinados à formação teológica do laicado cristão, concentrando-se na formação para o exercício de ministérios eclesiais».

O projeto visa «incentivar o exercício desses ministérios, para maior corresponsabilização dos leigos na vida das comunidades paroquiais, e ao mesmo tempo possibilitar que a essa prática corresponda uma formação adequada».

A oferta da Faculdade de Teologia em Braga compreende ainda, segundo a sua página, os cursos Teológico-Pastoral (três anos), com aulas ao sábado, das 9h00 às 13h00, Introdução à Catequética (um ano, sexta-feira, 19h00-23h00), Administração Paroquial (um ano, sábado, 9h00-13h00), Serviço da Palavra, Serviço do Altar, Cuidado Patrimonial e Música Sacra.

 

Formação complementar para estudantes da Católica

O plano estratégico da Universidade Católica até 2020 criou uma «dinâmica de partilha» entre as faculdades e institutos existentes em Lisboa, permitindo que os estudantes dessas unidades beneficiem do conhecimento de outras.

Todos os alunos que frequentem cursos em Lisboa podem inscrever-se em disciplinas da Faculdade de Teologia: Psicologia da Religião, Arqueologia e Arte Cristã, Introdução ao Estudo da Bíblia (Propedêutica Bíblica), Estética e Teologia, Sociologia da Religião, Teologia Espiritual, Introdução ao Cristianismo, Fé e Teologia, História e Teologia das Religiões e Cristologia.

 

Licenciatura, mestrados e doutoramento

Esta terça-feira inicia-se o ano letivo de 2016/17 para a licenciatura em Ciências Religiosas, mestrado integrado em Teologia, mestrados em Ciências Religiosas e Estudos da Religião e doutoramento, todas em regime presencial.

As disciplinas destes cursos, em Lisboa, Braga e Porto, estão abertas a alunos ouvintes, que não necessitam de reunir as condições de acesso ao Ensino Superior.

 




 

Rui Jorge Martins
Publicado em 12.09.2016

 

 

 
Imagem D.R.
As diversas partes dos cursos (exceto "Mateus - De publicano a discípulo de Jesus" e "Jeremias e Ezequiel - A profecia em tempos de crise (rutura)", ambos em regime presencial, são apresentadas na internet em blocos disponibilizados gradualmente, seguindo um calendário definido pela Coordenação Pedagógica. Os conteúdos estão acessíveis 24 horas por dia, 7 dias por semana, permitindo a cada estudante organizar o seu tempo de estudo
Em Braga, a Escola de Ministérios da Arquidiocese, integrada no núcleo local da Faculdade de Teologia, «reúne cursos de extensão universitária, não conferentes de grau académico, destinados à formação teológica do laicado cristão, concentrando-se na formação para o exercício de ministérios eclesiais»
Todos os alunos que frequentem cursos em Lisboa podem inscrever-se em disciplinas da Faculdade de Teologia: Psicologia da Religião, Arqueologia e Arte Cristã, Introdução ao Estudo da Bíblia (Propedêutica Bíblica), Estética e Teologia, Sociologia da Religião, Teologia Espiritual, Introdução ao Cristianismo, Fé e Teologia, História e Teologia das Religiões e Cristologia
Esta terça-feira inicia-se o ano letivo de 2016/17 para a licenciatura em Ciências Religiosas, mestrado integrado em Teologia, mestrados em Ciências Religiosas e Estudos da Religião e doutoramento, todas em regime presencial. As disciplinas destes cursos, em Lisboa, Braga e Porto, estão abertas a alunos ouvintes, que não necessitam de reunir as condições de acesso ao Ensino Superior
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Evangelho
Vídeos