Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

Enzo Bianchi e Lucetta Scaraffia em Portugal para falar de humanidade e humanismos

O fundador da comunidade de Bose, em Itália, Enzo Bianchi, e a professora universitária Lucetta Scaraffia, jornalista e consultora do jornal do Vaticano, intervêm em abril no ciclo “Lições sobre os estudos de religião”, com entrada livre.

A iniciativa é organizada pelo Centro de Investigação em Teologia e Estudos de Religião (CITER), da Faculdade de Teologia da Universidade Católica Portuguesa, em parceria com o Instituto Italiano de Cultura.

“Dizer a humanidade com voz de mulher. Instâncias antigas, novas respostas” é o tema que Lucetta Scaraffia apresenta no dia 10, às 18h00, no auditório P. José Bacelar e Oliveira, na Universidade Católica, em Lisboa, numa conferência em italiano e português com tradução simultânea.

Professora de História Contemporânea da Universidade de Roma La Sapienza, ensaísta e coordenadora do suplemento mensal “Donne Chiesa Mondo” do “L’Osservatore Romano”, a investigadora italiana sublinhará que «nenhum humanismo pode renascer» na atualidade «se não for nele audível uma inconfundível voz de mulher», refere a nota de apresentação da palestra.

«Entre os humanismos a construir num diálogo entre vozes diferentes e não necessariamente reconciliáveis, não pode faltar a voz da mulher, como uma forma de expressão de subjetividades que, na história milenar da humanidade, foram confinadas à mera funcionalidade biológica e a uma condição de subordinação e mutismo social, na radical remoção e mortificação da sua autonomia simbólica, ética e antropológica», acrescenta o CITER.



O trabalho, a oração, a meditação da Palavra na lectio divina e a pregação catequética são os principais carismas da comunidade de Bose, que não é uma ordem religiosa, mas uma associação de fiéis que vinculam a sua vida comunitária às regras da fidelidade ao Evangelho, da comunhão de bens e do celibato



Nos seus escritos, Scaraffia tem sustentado «que a Igreja estará dramaticamente atrasada em relação à história e ao Evangelho enquanto a diversidade de carismas que derivam da diferença de género permanecerem conjugados como exclusão e subordinação, e não como igualdade efetiva».

No dia seguinte, no mesmo local e à mesma hora, o teólogo Enzo Bianchi e o filósofo Massimo Cacciari conversam sobre “O humanismo trágico da razão e o humanismo redimido da cruz. Diálogo ou ‘disputatio’?”. 

«Se for verdade que a categoria do humanismo caracteriza o “nascimento” da sociedade moderna como um “renascimento”, no qual recuperar a continuidade com o passado constitui a condição para criar algo de radicalmente novo, reatar com a grande tradição do humanismo italiano é um passo indispensável para começar esta jornada para o futuro», assinala a organização.

Os intervenientes vão falar da «humanidade trágica e humanidade crucificada, perguntando-se o quão “sustentável” seja uma humanidade desprovida de futuro, que des-espera, ao reconhecer a própria condição trágica, e quão o seja uma humanidade que escandalosamente afirma poder esperar precisamente a partir da cruz, dando-se um futuro a partir da morte».

O trabalho, a oração, a meditação da Palavra na lectio divina e a pregação catequética são os principais carismas da comunidade de Bose, que não é uma ordem religiosa, mas uma associação de fiéis que vinculam a sua vida comunitária às regras da fidelidade ao Evangelho, da comunhão de bens e do celibato.

Massimo Cacciari é professor emérito da Faculdade de Filosofia da Universidade Vita-Salute San Raffaele de Milão, da qual foi co-fundador e primeiro presidente. Exerceu os cargos de docente de Estética na Faculdade de Arquitetura da Universidade de Veneza e de diretor do Departamento de Filosofia da Academia de Arquitetura de Lugano. Foi parlamentar europeu e presidente da Câmara Municipal de Veneza.

O CITER tem por objetivo a organização, promoção e divulgação, numa perspetiva multi e interdisciplinar, das investigações em Teologia e Estudos de Religião, favorecendo uma ligação a outros campos do saber, ao mesmo tempo que procura fomentar «um debate público tanto em relação a questões centrais da atualidade sociocultural bem como aos fundamentos espirituais do ocidente».


A conferência de Lucetta Scaraffia foi cancelada. Informação recebida a 9.4.2018.



 

SNPC
Imagem: "Jovem mulher no jardim" (det.) | Edouard Manet | 1880
Publicado em 29.03.2018 | Atualizado em 10.04.2018

 

 

 
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Mais Cultura
Vídeos