Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

"Cultura contra a pobreza": Biblioteca doa livros para escolarização de antigas crianças-soldado

Imagem Biblioteca Solidária Missionária | Valência | © A. Saiz/Paraula

"Cultura contra a pobreza": Biblioteca doa livros para escolarização de antigas crianças-soldado

A Biblioteca Solidária Missionária, com sede na cidade espanhola de Valência, vai enviar cinco mil livros para apoiar a escolarização de crianças que foram alistadas como soldados na Colômbia, durante o conflito que durante décadas atingiu o país.

A remessa torna-se possível depois que na segunda-feira foi assinado o acordo de paz entre o Governo de Bogotá e as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC), após 52 anos de guerra.

O carregamento de mil quilos, entre livros e material escolar, é endereçado a centros educativos das populações de Quibdó e Bellavista, depois de um pedido feito pelo bispo diocesano, Juan Carlos Barreto, e da congregação das Religiosas Agostinianas Missionárias, refere o jornal da arquidiocese de Valência.

A biblioteca, aberta ao público três dias por semana graças à colaboração de voluntários, foi criada há nove anos, tendo desde então remetido cerca de 270 mil livros a países da América Latina espanhola e à Guiné Equatorial.

A maioria das obras distribuídas pelo organismo católico é constituída por coleções, ensaios, manuais escolares e romances, abrangendo conteúdos como Medicina, Arquitetura, Cozinha, História, Religião e Psicologia.

Os livros são oferecidos principalmente por particulares e colégios, bem como pela editorial EDICEP, criada pelo padre valenciano Juan Schenk, falecido em 2001, em cuja memória foi instituída uma fundação com o seu nome.

O lema da Biblioteca Missionária, "Cultura contra a pobreza", inspira o esforço da instituição para colaborar no crescimento educativo e cultural de pessoas sem recursos de países em vias de desenvolvimento.

«Com a nossa atividade queremos continuar com o carisma de Juan Schenk, quer dizer, servir a inculturação do Evangelho e a caridade da inteligência», afirmou Francisco Tébar, coordenador da biblioteca.

A instituição mudou-se em 2015 para uma nova sede, cedida gratuitamente por uma particular, dado que o espaço das anteriores instalações era insuficiente para armazenar os livros e colocá-los à disposição do público.

 

Rui Jorge Martins
Publicado em 01.10.2016

 

 

 
Imagem Biblioteca Solidária Missionária | Valência | © A. Saiz/Paraula
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Evangelho
Vídeos