Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

Concerto de canto cisterciense e visitas gratuitas a património cultural e religioso

Imagem D.R.

Concerto de canto cisterciense e visitas gratuitas a património cultural e religioso

«O Mosteiro de São João de Tarouca vai recuar a tempos longínquos, quando a oração ainda ditava a organização do tempo no seio das comunidades monásticas. É exatamente um regresso às origens que o Vale do Varosa promove, num evento inovador que, com base em investigação científica, recria o ambiente sonoro e visual da oração cisterciense nesse espaço de excelência que era e continua a ser a Igreja do Mosteiro de São João de Tarouca.

Oportunidade única de "entrar” no seio da vivência cisterciense, uma vez que os mosteiros cistercienses ainda em funcionamento continuam a cumprir todos os rituais, mas, de acordo com a Regra, à porta fechada, os participantes neste concerto de Canto Cisterciense irão assistir a uma reconstituição histórica do momento que os monges professos mais se aproximavam de Deus, com a chancela da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa e a garantia da direção artística de Manuel Pedro Ferreira, docente, investigador e diretor do CESEM – Centro de Estudos de Sociologia e Estética Musical.

O cadeiral do Mosteiro de São João de Tarouca vai, por isso, preencher-se novamente de monges, numa proposta que o projeto Vale do Varosa espera que seja irrecusável e a que junta ainda, a partir das 16h00, uma visita especializada ao Mosteiro de São João de Tarouca e Horto Monástico, onde não faltará um chá gelado, e a oferta de um cartão de acesso livre, durante todo o fim de semana, à Rede de Monumentos Vale do Varosa e Museu de Lamego.»

«A construção do Mosteiro de São João de Tarouca iniciou-se em 1154, sendo este o primeiro mosteiro masculino cisterciense edificado em território português.

Com a sua fundação intimamente ligada à fundação da nacionalidade e à figura de D. Afonso Henriques, o complexo monástico foi largamente ampliado no século XVII e XVIII com a construção de novos edifícios, de entre os quais se destaca um novo e colossal dormitório, de dois pisos, único em Portugal.

O ano de 1834 viria a ditar a sucessiva decadência do edificado, consequência direta do decreto da extinção das Ordens Religiosas. A igreja foi convertida em igreja paroquial e as dependências monásticas foram vendidas em hasta pública e os seus edifícios explorados como pedreira até aos inícios do século XX.

Classificado de Monumento Nacional, o complexo monástico integra desde 2009, juntamente com mais dois monumentos (Mosteiro de Santa Maria de Salzedas e Convento de Santo António de Ferreirim) o Projeto Vale do Varosa, que já permitiu a requalificação da Igreja do Mosteiro e, desde 2013, a musealização das ruínas, resultado de uma exaustiva escavação arqueológica que decorreu entre 1998 e 2007. Na Casa da Tulha, antigo celeiro monástico, o visitante pode ver a reconstituição tridimensional do Mosteiro, sendo este o espaço que acolhe o centro interpretativo do sítio. O Mosteiro de São João de Tarouca é um dos lugares mais procurados por quem visita a região do Douro e do Varosa.»

A par do concerto foram anunciadas visitas gratuitas ao museu de Lamego, mosteiro de Santa Maria de Salzedas, convento de Santo António de Ferreirim e capela de S. Pedro de Balsemão nos dias 9, 10 e 11 de setembro.

 

Direção artística: Manuel Pedro Ferreira


Data: 10/9/2016
Hora: 22h00
Local: Igreja do mosteiro de S. João de Tarouca
Mais informações: Direção Regional de Cultura do Norte

 

Fonte: Direção Regional de Cultura do Norte
Publicado em 24.08.2016

 

 
Imagem D.R.
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Mais Cultura
Vídeos