Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

Ciclo "Espírito da Arte / Arte do Espírito" junta Eduardo Lourenço e Tolentino Mendonça

Imagem José Tolentino Mendonça, Eduardo Lourenço | D.R.

Ciclo "Espírito da Arte / Arte do Espírito" junta Eduardo Lourenço e Tolentino Mendonça

O Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura (SNPC) e a Fundação Arpad Szenes - Vieira da Silva, em Lisboa, vão organizar um ciclo de debates, de entrada livre e gratuita, dedicado ao tema "Espírito da Arte / Arte do Espírito".

A primeira sessão vai juntar o pensador Eduardo Lourenço e o P. José Tolentino Mendonça, numa conversa moderada por José Carlos Seabra Pereira, reunindo na mesma mesa o anterior e atual diretor do SNPC.

O encontro realiza-se esta quinta-feira, 5 de novembro, às 18h00, na Fundação Arpad Szenes - Vieira da Silva.

Eduardo Lourenço de Faria nasceu no ano de 1923 na freguesia de S. Pedro de Rio Seco, concelho de Almeida, distrito da Guarda. 

Em 1946 conclui a licenciatura no curso de Histórico-Filosóficas na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, assumindo até 1953 as funções de professor assistente nessa instituição, cargo que deixa para exercer as funções de Leitor de Língua e Cultura Portuguesa nas Universidades de Hamburgo, Heidelberg e Montpellier.

Entre 1958 e 1959 rege a disciplina de Filosofia na Universidade Federal da Baía (Brasil), ocupando depois o lugar de Leitor a cargo do Governo francês nas Universidades de Grenoble e de Nice, assumindo nesta última as funções de "Maître-Assistant", que manterá até à jubilação, no ano letivo de 1988-1989.

"Heterodoxia I" (1949), "Fernando Pessoa Revisitado: Leitura Estruturante do Drama em Gente" (1973), "Tempo e Poesia" (1974), "O Labirinto da Saudade - Psicanálise Mítica do Destino Português" (1978), "O Espelho Imaginário" (1981), "A Europa Desencantada: para uma Mitologia Europeia" (1994), "O Esplendor do Caos" (1998) e "A Nau de Ícaro, seguido de Imagem e Miragem da lusofonia (1999) são alguns dos títulos da sua vasta obra.

Entre as distinções recebidas inclui-se o Prémio Camões (1996), Officier de l’Ordre de Mérite (1996) e Chevalier de L’Ordre des Arts et des Lettres (2000), ambas pelo Governo francês, Grã-Cruz da Ordem Militar de Sant’Iago da Espada (2003), Medalha de Mérito Cultural pelo Governo português (2008) e Prémio Pessoa (2011). É doutor "Honoris Causa" pelas Universidades Nova, Coimbra, Bolonha e Rio de Janeiro.

José Tolentino Mendonça nasceu no ano de 1965 em Machico, Ilha da Madeira. Licenciou-se e obteve o doutoramento em Teologia na Universidade Católica Portuguesa (UCP), de que é atualmente vice-reitor. Especializou-se em Ciências Bíblicas no Pontifício Instituto Bíblico, onde concluiu a licenciatura canónica.

Dirigiu a revista "Didaskalia", da Faculdade de Teologia da UCP, instituição onde leciona, e é investigador do Centro de Estudos de Religiões e Culturas. Foi nomeado consultor do Conselho Pontifício da Cultura e tornou-se membro da Associação de Biblistas Portugueses.
No domínio da pesquisa teológica, publicou "A Construção de Jesus. Uma Leitura Narrativa de Lc 7, 36-50" (2004), "A Leitura Infinita. Bíblia e Interpretação" (2008), "O Hipopótamo de Deus e Outros Textos (2010), "O Tesouro Escondido" (2011), "Pai-Nosso que Estás na Terra (2011), "Nenhum Caminho Será Longo. Para uma Teologia da Amizade" (2012) e "A Mística do Instante".

No âmbito da criação literária, é autor de "Estação Central" (2012) e "A Noite Abre Meus Olhos" (2006/2010), volume que reúne a sua poesia.

Ganhou o Prémio de Ensaio Pen-Club (2004) e foi distinguido com o grau de Comendador da Ordem do Infante D. Henrique.

O ciclo de encontros "O espírito da Arte / Arte do Espírito" é também uma oportunidade para visitar as galerias do Museu Arpad Szenes - Vieira da Silva, que assinala 21 anos em novembro, mês igualmente de aniversário da fundação homónima, constituída há 26 anos.

 

Rui Jorge Martins
Publicado em 09.11.2015

 

 

 
Imagem José Tolentino Mendonça, Eduardo Lourenço | D.R.
"Heterodoxia I" (1949), "Fernando Pessoa Revisitado: Leitura Estruturante do Drama em Gente" (1973), "Tempo e Poesia" (1974), "O Labirinto da Saudade - Psicanálise Mítica do Destino Português" (1978), "O Espelho Imaginário" (1981), "A Europa Desencantada: para uma Mitologia Europeia" (1994), "O Esplendor do Caos" (1998) e "A Nau de Ícaro, seguido de Imagem e Miragem da lusofonia (1999) são alguns dos títulos da obra de Eduardo Lourenço
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Evangelho
Vídeos