Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

Católica ensina o espiritual nas linguagens estéticas e tensões da religião na esfera pública

«Reconhecer o espiritual nas linguagens estéticas, num contexto (pós)secular» e «compreender as dinâmicas de tensão que descrevem a religião na esfera pública» são dois dos objetivos da formação que a Universidade Católica, em Lisboa, propõe a partir de 27 de fevereiro.

Ao longo do programa, os participantes ficarão igualmente a saber como «identificar os factores de mudança global na construção das identidades religiosas», bem como desenvolverão «competências argumentativas relativas à interpretação das novas paisagens religiosas e espirituais».

O seminário “Uma era (pós) secular? Religião e mudança global” resulta da participação de um conjunto de investigadores num projeto internacional que visou «a exploração das dinâmicas de mudança que afetam a experiência religiosa num contexto global», lê-se na página da formação.

O programa «pretende facilitar o acesso alargado aos resultados desse itinerário de investigação colaborativa. A investigação partiu da realidade portuguesa, contexto em que a erosão de uma identidade religiosa maioritária – “por defeito” –, potenciou a disseminação de referências religiosas noutras margens e em novas paisagens espirituais», acrescenta o texto de apresentação.

Coordenado por Alfredo Teixeira e Alexandre Palma, o projeto apresenta-se como «uma oportunidade única de contacto com dez investigadores, no quadro de um programa formativo, ao longo de cinco sessões, num contexto de discussão que facilitará a disseminação do conhecimento».



A formação pode ser frequentada como um todo (os cinco encontros) ou por módulo, estando nestes casos disponível sem creditação. Prevê-se também a modalidade de participação em todo o seminário com creditação



Esta primeira iniciativa do Instituto de Estudos de Religião, resultado de uma parceria que reúne quatro unidades da Universidade Católica - a Faculdade de Teologia, a Faculdade de Filosofia e Ciências Sociais (Braga), a Faculdade de Ciências Humanas (Lisboa) e a Escola das Artes (Porto) -, é constituída por 10 horas de contacto em sala de aula, a que se acrescentam cinco horas de acompanhamento na plataforma Moodle (Internet).  

Cada sessão «desenvolve-se a partir do trabalho colaborativo de dois investigadores, que apresentam as suas perspetivas interpretativas e dialogam entre si. Este diálogo alarga-se, depois, aos participantes no seminário. Em cada sessão abre-se um fórum de discussão, em ambiente Moodle, disponível para a participação dos inscritos no seminário».

“Era secular – O debate sobre uma ideia” (Luís Lóia, Paulo Fontes, 27 de fevereiro), “Ortodoxias e heterodoxias – Paradoxos do crer” (Steffen Dix, Alexandre Palma, 6 de março), “O todo e o resto – Uma disjunção bíblica para hoje” (Luísa Almendra, José Tolentino Mendonça, 13 de março) são os temas das primeiras sessões.

O itinerário prossegue com “Crer e pertencer – Religião, ‘media’ e espaço público” (Alfredo Teixeira, Nelson Ribeiro, 20 de março) e “O espiritual e o religioso – Uma disjunção estética” (Mário Avelar, Paulo Pires do Vale, 27 de março).

Estudantes de programas de ensino superior interessados em formação especializada no domínio dos “Religious Studies” e agentes ligados à educação, comunicação, cultura, mediação social, desenvolvimento humano e assistência religiosa são os principais destinatários do programa.

A formação pode ser frequentada como um todo (os cinco encontros) ou por módulo, estando nestes casos disponível sem creditação. Prevê-se também a modalidade de participação em todo o seminário com creditação, que confere 2,5 unidades ECTS. As candidaturas estão abertas até 26 de fevereiro.



 

SNPC
Imagem: Goran Jakus/Bigstock.com
Publicado em 19.02.2018

 

 

 
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Mais Cultura
Vídeos