Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

Beatriz Gomes, mãe, campeã do mundo e professora universitária na Jornada da Pastoral da Cultura

Foi campeã do mundo de maratona em canoagem, representou Portugal dos Jogos Olímpicos de Pequim e Londres (2008 e 2012), é mãe e doutorou-se em Ciências do Desporto: este é o primeiro cartão de visita de Beatriz Gomes, de 38 anos, que integrará o painel de conferencistas da 14.ª Jornada Nacional da Pastoral da Cultura.

O encontro, que a 2 de junho debate, em Fátima, o tema "Desporto - Virtudes e riscos" - com inscrições já abertas -, contará também com as intervenções do escritor e professor universitário Gonçalo M. Tavares, do treinador de râguebi Tomaz Morais e de Ismael Teixeira, o "iron priest" - "padre de ferro".

Durante a Jornada, em que participarão mais convidados, a anunciar nos próximos dias, está prevista a entrega ao ator Ruy de Carvalho do Prémio Árvore da Vida-Padre Manuel Antunes, atribuído pelo Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura, em parceria com a Renascença.

Beatriz Branquinho Gomes concluiu em julho de 2008 o mestrado em Biocinética e, em agosto, foi aos Jogos Olímpicos de Pequim. No ano seguinte sagrou-se campeã do mundo de maratona, em canoagem, e iniciou o doutoramento em Ciências do Desporto, que concluiu em 2016, na Universidade do Porto, com uma tese relacionada com a modalidade em que se especializou.

Em 2012 obteve dois diplomas olímpicos nos Jogos de Londres, com os sextos lugares obtidos em K2 - 500 metros (com Joana Vasconcelos) e em K4 - 500 metros (com Helena Rodrigues, Joana Vasconcelos e Teresa Portela). Em 2013 fez uma paragem na alta competição para se dedicar ao projeto de ser mãe.

Filha de uma professora de Educação Física e de um praticante de várias modalidades que chegou a presidente da Federação Portuguesa de Canoagem, Beatriz Gomes tinha 14 anos quando foi convocada para a seleção nacional. Hoje, com 38 anos, e depois de mais de 40 títulos nacionais e duas dezenas de medalhas internacionais, é professora auxiliar da Universidade de Coimbra.

A Jornada Nacional da Pastoral da Cultura centra-se no significado antropológico e nas atuais conexões  socioculturais do Desporto - poética e ética do corpo e do espírito, poderes e  desvios da irradiação social (negócio, corrupção, alienação, etc.).

Os conferencistas refletirão igualmente sobre a possibilidade de atualização da  perspetiva cristã do ideal humanista de "mens sana in corpore sano" (mente sã em corpo são).

O tema foi escolhido na sequência das múltiplas intervenções do papa Francisco e dos seus antecessores sobre o Desporto, a par do crescente envolvimento no tema por parte do Conselho Pontifício da Cultura, designadamente com a abertura de um departamento especializado, a organização de eventos e a criação de equipas com as cores da Santa Sé.



 

SNPC
Imagem: Beatriz Gomes | D.R.
Publicado em 28.05.2018

 

 
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Mais Cultura
Vídeos