Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

Banda desenhada sintetiza mensagem do papa Francisco no Angelus

Banda desenhada sintetiza mensagem do papa Francisco no Angelus

Imagem


«Queria apresentar as palavras do papa através do desenho, e por isso decidi ilustrar a mensagem com que Francisco acompanha a cada domingo a oração do Angelus. Parecia-me uma coisa útil e simpática.»

É com estas palavras que Tomás de Zárate, 38 anos, desenhador espanhol a viver na Eslovénia, apresenta a sua página na internet, onde desde agosto, à segunda-feira de manhã, aparece uma banda desenhada em cinco línguas - inglês, italiano, espanhol, francês e esloveno - que contém a síntese da mensagem do papa aquando da oração a Maria. O texto da alocução papal é publicado, por inteiro, logo abaixo da banda desenhada.


Imagem


Depois de ter estudado geologia em Espanha, Tomás ocupou-se com as tarefas mais díspares: tatuador em Madrid, vendedor de pipocas nos circos em França, lavador de pratos em Sydney. Há sete anos que está na Eslovénia, próximo da capital, Liubliana, para trabalhar como voluntário numa associação. É nesse país do Leste da Europa que encontra a sua futura mulher e se torna pai de uma menina. Agora ensina espanhol às crianças de um asilo e trabalha como desenhador num jornal católico.


Imagem



Há algum desenhador que te inspira em particular?

Sem dúvida que a minha banda desenhada favorita é o Corto Maltese, o marinheiro aventureiro desenhado por Hugo Pratt. É superbo. Adoro todo o seu universo. Mas admiro também Harold Foster, primeiro desenhador da transposição para tiras de Tarzan e criador da série Prince Valiant.


Imagem


Como é que te ocorreu a ideia do Angelus em banda desenhada?

Às vezes, com a minha mulher e a minha filha, íamos em peregrinação a Mediugorje, que não é longe de onde vivemos. O ano passado encontrámos um grupo de católicos proveniente do Líbano e da Síria. Falavam árabe, não percebia nada do que diziam. Fiquei particularmente impressionado pela maneira como rezavam e pelos belíssimos, comoventes, cânticos que dedicavam a Maria. Durante um destes cânticos pensei de que forma, como cristão, e através do meu trabalho de desenhador, poderia fazer alguma coisa, poderia trabalhar pela paz. Foi então que me surgiu a ideia da página. Disse a mim mesmo: o papa bate-se por construir um mundo melhor. Pois bem, eu quero colaborar com ele nesta batalha?


Imagem


Porquê utilizar precisamente a banda desenhada?

Porque vivemos num mundo que corre velozmente, que está sempre com pressa. É assim para todos. A banda desenhada é uma comunicação veloz, pode representar uma maneira "fácil" para introduzir aquilo de que fala Francisco. São desenhos, podem ajudar-nos a captar o significado do texto papal e, quem sabe, induzir a vontade a vontade de aprofundar esse pensamento.


Imagem


O que é que te agrada mais neste papa?

A sua humildade e a sua alegria. Duas virtudes que estão estreitamente ligadas; nele, este laço é evidente. Uma característica que espero restituir através dos meus desenhos...


Imagem


Imagem


Imagem


Imagem


Imagem


Imagem

 

Mauro Pianta / Vatican Insider
Trad./edição: Rui Jorge Martins
Publicado em 10.11.2014

 

 

 
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Evangelho
Vídeos