Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

Antestreia do primeiro filme sobre papa Francisco será vista por pessoas pobres

Imagem Póster (det.) | D.R.

Antestreia do primeiro filme sobre papa Francisco será vista por pessoas pobres

O filme “Chiamatemi Francesco”, considerado o primeiro sobre o papa Francisco, terá hoje a antestreia no Vaticano, e os sete mil ingressos disponíveis foram «exclusivamente reservados» a pessoas sem recursos financeiros e a voluntários ao seu serviço de Roma e arredores.

«O Santo Padre quis convidar os pobres, os sem-teto, os refugiados, as pessoas mais carenciadas, juntamente com os seus voluntários, religiosos e leigos, que trabalham diariamente na caridade», anunciou a Esmolaria Apostólica em comunicado divulgado pela Rádio Vaticano.

Antes da projeção, a Banda Musical da Guarda Suíça Pontifícia oferecerá a todos os «hóspedes de honra» convidados para a Sala Paulo VI a execução de alguns trechos musicais, seguindo-se uma breve apresentação e a saudação do realizador do filme, Daniele Luchetti, e de alguns dos protagonistas.

No fim da exibição serão oferecidos produtos doados propositadamente para a ocasião por alguns benfeitores, conclui o comunicado.

“Chama-me Francisco”, a estrear nas salas de cinema italianas a 3 de dezembro e que até agora foi vendido para 40 países, conta a história de Jorge Bergoglio desde que decide abandonar os estudos em Química e a namorada para entrar na vida religiosa.

A narrativa acompanha o protagonista nos primeiros anos como jesuíta, durante o difícil período da ditadura na Argentina, que o filme mostra com realismo, e depois como responsável pela comunidade nacional da Companhia de Jesus, quando acabou por esconder seminaristas e jovens que fugiam à polícia política.

A missão como “padre de estrada”, já nos anos 90, o chamamento de S. João Paulo para se tornar bispo auxiliar de Buenos Aires e a atenção às periferias, na capital da Argentina, são algumas das etapas apresentadas no filme, que termina com imagens reais da Praça de S. Pedro, no Vaticano, quando Francisco saúda a multidão.

O realizador, citado pelo jornal “La Repubblica”, pretendeu evitar fazer de Bergoglio um «santinho», dando antecipadamente ao espectador a ideia de que iria ser o futuro bispo de Roma.

«O meu modelo foi “A rainha”, de Stephen Frears”, revelou Daniele Luchetti, acrescentando que a equipa falou com muitas pessoas na Argentina: «Em Buenos Aires não existe praticamente ninguém que não tenha uma recordação pessoal do papa».

O produtor revelou que uma cópia do filme, com legendas em inglês, foi enviada para o presidente dos EUA, Barack Obama.

«Senti sobretudo a responsabilidade de retratar uma figura da sua estatura; a dificuldade não foi tanto interpretá-lo de maneira credível exteriormente, mas expressar a sua emotividade, interioridade e espiritualidade», afirmou o ator argentino Rodrigo de la Serna, o primeiro protagonista de Bergoglio, personagem que quase o ensinou a rezar.

Sergio Hernandez, que interpreta o Bergoglio da maturidade, que chega a Roma para o Conclave, destacou a importância do filme: «É seguramente o papel mais importante da minha carreira».

«Comecei esta viagem que não acreditava e hoje encontro-me, se não for por outros motivos, a acreditar nas pessoas que acreditam. Na Argentina conhecemos padres extraordinários e o encontro com a figura do papa Francisco seduziu-me completamente», declarou o realizador.

 

 

Rui Jorge Martins
Publicado em 01.12.2015

 

 
Imagem Póster | D.R.
«Comecei esta viagem que não acreditava e hoje encontro-me, se não for por outros motivos, a acreditar nas pessoas que acreditam. Na Argentina conhecemos padres extraordinários e o encontro com a figura do papa Francisco seduziu-me completamente»
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Evangelho
Vídeos