Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

A fé expõe-nos à contemplação, ao silêncio, à incompreensão, ao fazer e ao refazer

«Nenhum de nós viu a Deus. E, contudo, Ele fornece um horizonte e uma experiência de sentido à vida. Este paradoxo, constituindo uma fonte de esperança, não deixa de ser um espinho.»

É em torno do «silêncio de Deus», com o qual o crente é convocado para a «luta», que se tece a crónica semanal de D. José Tolentino Mendonça no jornal “Expresso”, que fala da crença como «um confronto, um entusiasmo árduo e inacabado».

«Esta é a condição peregrinante da fé. Buscamos a Deus sem o ver, escutamos a sua voz sem verdadeiramente o ouvir. Tateamos o seu rosto no vazio e no silêncio. E, contudo, esses lugares de ausência são espaços que misteriosamente insinuam uma presença», observa.

Depois de anotar que todo o ser humano é atravessado «pela possibilidade de Deus, pela sua interminável interrogação», o responsável pela biblioteca e arquivo da Santa Sé defende que os crentes «têm de ser humildes».

Com efeito, na «maior parte do tempo» o que é dado a experimentar é «o desencontro de Deus, o seu extenso silêncio», e é também por tudo isso que «a experiência crente não é uma experiência creditada».

«Ela vive unicamente assegurada por uma desmesurada confiança. Nesse sentido, a fé tem a forma de uma hipótese. Caminhamos às apalpadelas, como se víssemos o invisível», assinala.

A fé, acentua o arcebispo no texto intitulado «como se víssemos o invisível», expõe «desassombradamente» o ser humano «à contemplação, ao silêncio, às idas e vindas sem entender nada, ao fazer e ao refazer».

Todavia, «a dúvida e a dificuldade de crer não descaracterizam a fé. Pelo contrário, são um seu elemento fundamental. Mas lutando com Deus, também dançamos com Ele», conclui D. José Tolentino Mendonça.


 

Rui Jorge Martins
Fonte: Expresso
Imagem: YesPhotographers/Bigstock.com
Publicado em 08.10.2018

 

 
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Mais Cultura
Vídeos