Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

Igreja não pode ser casa de negócios, sublinha papa Francisco

Imagem Papa Francisco | Vaticano, 21.11.2014 | L'Osservatore Romano | D.R.

Igreja não pode ser casa de negócios, sublinha papa Francisco

O papa Francisco vincou hoje, no Vaticano, que a graça divina, de que a Igreja é dispensadora, não pode ser trocada por dinheiro, e alertou para o escândalo entre crentes e não crentes que pode ser causado pela cobiça por parte de organismos eclesiais.

«Penso no escândalo que podemos criar junto das pessoas com a nossa atitude, com os nossos hábitos não sacerdotais no templo: o escândalo do comércio, o escândalo da mundanidade», afirmou Francisco na missa a que presidiu, refere a Rádio Vaticano.

A homilia do papa centrou-se no Evangelho proclamado nas celebrações eucarísticas desta sexta-feira (cf. artigos relacionados), quando Jesus expulsa os comerciantes do templo, que para Ele é exclusivamente casa de oração.

«Quantas vezes vemos, ao entrar numa igreja, ainda hoje, a lista de preços» para os sacramentos, as intenções para a missa, as bênçãos, disse.

Quando «padres, leigos, secretários» se tornam «negociantes, o povo escandaliza-se», acentuou Francisco, que acrescentou: «Nós somos responsáveis por isso. Inclusive os leigos. Todos. Se eu vejo que na minha paróquia se faz isto, devo ter a coragem de dizê-lo na cara ao pároco».

«É curioso: o povo de Deus sabe perdoar os seus padres quando têm uma fraqueza, deslizando para um pecado... sabe perdoar. Mas há duas coisas que o povo de Deus não pode perdoar: um padre devotado ao dinheiro e um padre que maltrata as pessoas», salientou.

Francisco lembrou que «a redenção é gratuita»: «Quando a Igreja ou as igrejas se tornam negociantes, diz-se que... a salvação não é muito gratuita. É por isso que Jesus toma o chicote na mão para fazer este rito de purificação no templo».

No dia em que os católicos assinalam a apresentação da Virgem Maria no templo, o papa elevou uma oração: «Que ela nos ensine a todos nós, a todos os párocos, a todos aqueles que têm responsabilidades pastorais, a manter o templo limpo, a receber com amor aqueles que vês, como se cada um deles fosse Nossa Senhora».

 

Sergio Centofanti / Rádio Vaticano
Trad. / edição: Rui Jorge Martins
Publicado em 21.11.2014

 

 
Imagem Papa Francisco | Vaticano, 21.11.2014 | L'Osservatore Romano | D.R.
É curioso: o povo de Deus sabe perdoar os seus padres quando têm uma fraqueza, deslizando para um pecado... sabe perdoar. Mas há duas coisas que o povo de Deus não pode perdoar: um padre devotado ao dinheiro e um padre que maltrata as pessoas
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Evangelho
Vídeos