Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

Cristo reparte-se no pão e no vinho, os cristãos repartem fé e vida para dar de comer à multidão, diz papa

Imagem Papa Francisco | Praça de S. Pedro, Vaticano | 25.5.2016 | © 2016 LUSA - Agência de Notícias de Portugal, S.A.

Cristo reparte-se no pão e no vinho, os cristãos repartem fé e vida para dar de comer à multidão, diz papa

O papa recordou hoje os cristãos «que se "repartiram" a si mesmos, a própria vida, para "dar de comer" aos irmãos», no seguimento de Cristo que «se repartiu e reparte» através do sacramento da Eucaristia, e apelou aos católicos para continuarem esse testemunho.

As palavras de Francisco foram proferidas em Roma, na missa do Corpo de Deus, em que o excerto do Evangelho narra a multiplicação de escassos pães e peixes por milhares de pessoas, imagem da Eucaristia, «que se torna, desde o início, o centro e a forma da vida da Igreja».

«Este milagre não pretende apenas saciar a fome de um dia, mas é sinal daquilo que Cristo tem em mente realizar pela salvação de toda a humanidade, dando a sua carne e o seu sangue. E, no entanto, é preciso passar sempre através destes dois pequenos gestos: oferecer os poucos pães e peixes que temos; receber o pão partido das mãos de Jesus e distribuí-lo a todos», declarou.

A história dos «santos e santas, famosos ou anónimos» que deram a sua vida pelos outros continua hoje: «Quantas mães, quantos pais, juntamente com o pão quotidiano cortado sobre a mesa de casa, repartiram o seu coração para fazer crescer os filhos, e fazê-los crescer bem».

«Quantos cristãos, como cidadãos responsáveis, repartiram a própria vida para defender a dignidade de todos, especialmente dos mais pobres, marginalizados e discriminados», acentuou o papa.

A «força» para estes gestos, prosseguiu Francisco, é encontrada «na Eucaristia»: «Na força do amor do Senhor ressuscitado, que também hoje parte o pão para nós e repete: "Fazei isto em memória de mim".

«Possa o gesto da procissão eucarística, que em breve realizaremos, ser também resposta a esta ordem de Jesus Um gesto para fazer memória dele; um gesto para dar de comer à multidão de hoje; um gesto para repartir a nossa fé e a nossa vida como sinal do amor de Cristo por esta cidade e pelo mundo inteiro», concluiu o papa.

 

Rui Jorge Martins
Publicado em 26.05.2016

 

 
Imagem Papa Francisco | Praça de S. Pedro, Vaticano | 25.5.2016 | © 2016 LUSA - Agência de Notícias de Portugal, S.A.
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Evangelho
Vídeos